Lava Jato

Receita abre processo contra 57 investigados no caso da Petrobras

O Fisco abriu operação especial de fiscalização com base nas informações passadas pelo Ministério Público

Folhapress
Folhapress
Publicado em 05/03/2015 às 23:05
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
O Fisco abriu operação especial de fiscalização com base nas informações passadas pelo Ministério Público - FOTO: Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Leitura:

A Receita Federal abriu processo contra 57 pessoas e empresas ligadas à Operação Lava Jato por sonegação de impostos. O órgão também analisa mais 130 pessoas e 135 empresas em potencial situação irregular com a Receita.

O Fisco abriu operação especial de fiscalização com base nas informações passadas pelo Ministério Público sobre a investigação que apura desvio de dinheiro da Petrobras.

Segundo o subsecretário de Fiscalização da Receita, Iágaro Jung Martins, a chance de esses 57 contribuintes responderem por sonegação é de 91% -a média de acerto das ações fiscais do órgão.

O foco da Receita é sonegação de impostos, mas esse crime vem muitas vezes acompanhado de outras infrações, como lavagem de dinheiro e evasão de divisas, o que compete à Polícia Federal e Ministério Público apurar, explicou Martins.

"A Receita tem acesso a toda a investigação da Lava Jato. Com base naqueles elementos, estamos verificando se há infração tributária em todos eles", disse.

A Receita divulgou nesta quinta (5) seu plano de fiscalização para 2015, com estimativa de apurar R$ 157,9 bilhões em impostos sonegados.

O órgão também vai apertar a fiscalização sobre variações patrimoniais e movimentações financeiras incompatíveis -operações em que se enquadram brasileiros com contas suspeitas na subsidiária do banco HSBC na Suíça.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias