Afastamento

Executiva do PMDB em Minas Gerais decide romper com o governo Dilma

Dos treze integrantes da executiva, doze decidiram pelo afastamento. Houve uma abstenção

Aline Araújo
Aline Araújo
Publicado em 28/03/2016 às 18:21
Foto: Lula Marques/ Agência PT
Dos treze integrantes da executiva, doze decidiram pelo afastamento. Houve uma abstenção - Foto: Lula Marques/ Agência PT
Leitura:

A executiva estadual do PMDB de Minas Gerais decidiu na tarde desta segunda-feira (28), romper com o governo federal. Dos treze integrantes da executiva, doze decidiram pelo afastamento. Houve uma abstenção.

A executiva é presidida pelo vice-governador de Minas Gerais, Antônio Andrade, eleito em 2014 na chapa encabeçada por Fernando Pimentel (PT). O PMDB tem quatro secretarias no governo do Estado. Apesar da decisão em relação ao governo federal, não foi discutida na reunião, realizada nesta segunda pelo diretório, o posicionamento da legenda quanto ao governo estadual.

O diretório nacional do PMDB vai votar o desembarque da legenda do governo Dilma Rousseff em reunião marcada para esta terça-feira (29).

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias