EX-GOVERNADOR DO RIO

Garotinho chega em carro da PF ao seu apartamento no Rio

Uma mulher passou em frente ao prédio, na zona sul do Rio, e fez um protesto solitário. ''Desgraçado, ladrão. Sua hora vai chegar, bandido. Você não vai ficar aqui'', gritou

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 22/11/2016 às 11:10
Foto: Inácio Teixeira/ Coperphoto
Uma mulher passou em frente ao prédio, na zona sul do Rio, e fez um protesto solitário. ''Desgraçado, ladrão. Sua hora vai chegar, bandido. Você não vai ficar aqui'', gritou - FOTO: Foto: Inácio Teixeira/ Coperphoto
Leitura:

O ex-governador Anthony Garotinho chegou na manhã desta terça-feira (22), em seu apartamento no Flamengo, zona sul do Rio, em carro descaracterizado da Polícia Federal. Uma viatura da PF deu escolta a ele. A prefeita de Campos dos Goytacazes, Rosinha Matheus, seguia o marido em carro próprio.

Uma mulher passou em frente ao prédio, na Rua Senador Vergueiro, e fez um protesto solitário. "Desgraçado, ladrão. Sua hora vai chegar, bandido. Você não vai ficar aqui. Esse é bairro de gente honesta", gritou.

Garotinho foi exonerado do cargo de secretário de governo de Campos nesta segunda-feira, 21. Oficialmente, a exoneração ocorreu por problemas de saúde. Quem assume a secretaria de Governo é Suledil Bernardino. 

Garotinho teve alta nesta terça-feira

Garotinho (PR) teve alta nesta terça-feira (22), do Hospital Quinta D'Or, onde estava internado, e agora ficará em prisão domiciliar, em sua residência, por decisão da ministra Luciana Lóssio, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

Em seu despacho, de sexta-feira (18), a magistrada disse: "ultrapassado o prazo necessário para a conclusão dos exames e procedimentos médicos acima mencionados antes da conclusão do julgamento da medida liminar pelo plenário dessa Colenda Corte, determino que o paciente permaneça em prisão domiciliar". Ou seja, Garotinho ficará em casa até que o TSE julgue o mérito da liminar concedida pela ministra.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias