crise política

Paulo Câmara sobre Temer: 'TSE pode definir'

Governador afirmou que "situação já se arrasta há muito tempo"

Mariana Araújo
Mariana Araújo
Publicado em 25/05/2017 às 11:26
Foto: JC Imagem
Governador afirmou que "situação já se arrasta há muito tempo" - Foto: JC Imagem
Leitura:

O governador Paulo Câmara (PSB) afirmou, nesta quinta-feira (25), que o julgamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) poderá definir a situação do presidente Michel Temer (PMDB), que afirmou que não irá renunciar ao poder. As declarações foram dadas após a entrega de viaturas para o Corpo de Bombeiros, no Palácio do Campo das Princesas.

"Todo julgamento tem que ser feito da maneira certa. Ou seja, respeitando as leis e os prazos. Espero que no julgamento
que ocorra por parte do TSE, ele cumpra a sua função constitucional de julgar. Julgar olhando os autos, olhando o
direiro do contraditório sem pré-julgar e, ao mesmo tempo, dando as definições necessárias para esse caso que já se
arrastra há muito tempo e precisa agora de uma definição", afirmou o governador.

BRASÍLIA

O governador avaliou, ainda, os protestos realizados em Brasília nessa quarta (24) como "muito preocupante". "A gente espera que haja respostas mais rápidas e que fatos como o que ocorreram ontem (quarta, 24) não voltem a se repetir. A gente viu cenas lamentáveis de depredação de prédios públicos. O momento é muito complicado e a gente espera
que haja capacidade de entendimento, de sentar na mesa para que não ocorram fatos como os de ontem (quarta, 24)", declarou o Paulo Câmara.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias