Curitiba

Moro prende mais dois alvos da Lava-Jato

Os alvos são o empresário Leon Vargas e o publicitário Ricardo Hoffman

Isabela Veríssimo
Isabela Veríssimo
Publicado em 27/02/2018 às 15:36
Foto: EBC
Os alvos são o empresário Leon Vargas e o publicitário Ricardo Hoffman - FOTO: Foto: EBC
Leitura:

O juiz federal Sérgio Moro mandou prender na segunda-feira, 26, mais dois alvos da Operação Lava Jato em execução de pena após condenação pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). A transferência do empresário Leon Vargas, irmão do ex-deputado André Vargas (ex-PT-PR), e do publicitário Ricardo Hoffman para o Complexo Médico Penal, de Curitiba, foi autorizada pelo magistrado. Agora, todos os presos da operação estão no mesmo local.

Condenação

De acordo com o portal Exame, André Vargas foi condenado pela corte de 2ª instância por corrupção passiva e lavagem, a 13 anos, dez meses e 24 dias de reclusão em regime inicial fechado. Leon Vagas pegou, pelos mesmos crimes, dez anos, dez meses e 12 dias em regime inicial fechado. Ricardo Hoffman foi condenado por corrupção ativa e lavagem a 13 anos, 10 meses e 24 dias de reclusão em regime inicial fechado.

O ex-deputado André Vargas teria recebido cerca de R$ 1 milhão como vantagem indevida de Ricardo Hoffman, então dirigente da agência de publicidade Borghi e Lowe, segundo acusação da Lava-Jato. André teria ainda sido auxiliado por Leon Vargas.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias