Eleições2018

Ciro Gomes diz que não tomará partido no 2° turno por 'questão prática'

Para Ciro, é necessário "preservar um caminho" para os brasileiros tenham uma "alternativa"

Vinícius Sales
Vinícius Sales
Publicado em 27/10/2018 às 16:03
Reprodução/Facebook
Para Ciro, é necessário "preservar um caminho" para os brasileiros tenham uma "alternativa" - Reprodução/Facebook
Leitura:

Em vídeo divulgado em uma rede social, neste sábado (27), o candidato derrotado à presidência Ciro Gomes (PDT) afirmou que não irá se posicionar neste segundo turno para "preservar um caminho". Segundo o pedetista, a decisão seria para que os brasileiros possam ter uma "alternativa". Voltando da Europa nessa sexta-feira (26) ele também afirmou que a decisão foi tomada "por uma questão prática". 

"Claro que todo mundo preferia que eu, com meu estilo, tomasse um lado e participasse da campanha. Mas eu não quero fazer isso por uma razão muito prática, que eu não quero dizer agora, porque se eu não posso ajudar, atrapalhar é o que eu não quero", disse Ciro no vídeo.

Terceiro colocado no primeiro turno, Ciro Gomes viajou em seguida para a Europa e vinha sendo cortejado pela campanha do petista Fernando Haddad para integrar uma frente democrática contra Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno.

"Minha consciência me aponta a necessidade de preservar um caminho em que a população brasileira possa ter amanhã [domingo, 28] uma referência para enfrentar os dias terríveis que, imagino, estão se aproximando", continuou o pedetista no vídeo de dois minutos, gravado em um apartamento.

O partido do ex-ministro declarou apoio crítico a Haddad no começo do segundo turno. O irmão de Ciro, senador eleito Cid Gomes, fez críticas ao PT quando participava de um ato em apoio a Haddad e o vídeo chegou a ser utilizado na campanha do PSL na televisão.

Confira o vídeo

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias