EX-PRESIDENTE

Michel Temer se apresenta à PF depois de Justiça determinar sua prisão

O ex-presidente tinha a possibilidade de se apresentar espontaneamente à PF até às 17h desta quinta

JC Online
JC Online
Publicado em 09/05/2019 às 14:56
Notícia
Foto: Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo
O ex-presidente tinha a possibilidade de se apresentar espontaneamente à PF até às 17h desta quinta - FOTO: Foto: Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo
Leitura:

O ex-presidente Michel Temer (MDB) se apresentou à Polícia Federal (PF), em São Paulo, após a juíza federal substituta da 7ª Vara do Rio de Janeiro, Caroline Figueiredo, expedir no início da tarde desta quinta-feira (9) mandado de prisão contra Temer. Na noite da quarta-feira (8), a 1ª Turma do Tribunal Regional Federal da 2.ª Região (TRF-2) havia votado pela volta do emedebista à prisão.

Na decisão, a juíza havia concedido ao ex-presidente a possibilidade de se apresentar espontaneamente até às 17h desta quinta. Se até o horário determinado Temer não se apresentasse na unidade da PF mais próxima de sua casa, agentes federais cumpriram o mandado de prisão.

"Concedo a oportunidade de se apresentarem espontaneamente à Autoridade Policial Federal mais próxima dos seus domicílios até às 17:00 horas de hoje (quinta, 9). Decorrido in albis esse prazo, determino que os mandados de prisão sejam imediatamente cumpridos pela Polícia Federal, atentando-se, quanto ao uso de algemas, para o disposto na Súmula Vinculante 11 do Supremo Tribunal Federal", escreveu a magistrada.

A defesa de Temer entrou nesta quinta-feira (9) com um pedido de habeas corpus (HC) no Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília. O HC tenta impedir que o ex-presidente seja novamente preso. Para o advogado de Temer, Eduardo Carnelós, após a decisão que determinou a prisão, não há fundamentos para determinar a nova custódia do emedebista.

Coronel Lima

Além de Temer, o TRF-2 decidiu que o coronel da reserva da Polícia Militar de São Paulo João Baptista Lima Filho fosse preso novamente.

Últimas notícias