Governo

''Ele está no direito dele'', diz Bolsonaro sobre Paulo Guedes admitir que pode deixar o Governo

Declarações do Ministro da Economia foram dadas em entrevista à Revista. Edição foi publicada nesta sexta (24)

Anna Tenório
Anna Tenório
Publicado em 24/05/2019 às 15:10
Notícia
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Leitura:

Em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira (24) após participar da reunião do Conselho Deliberativo da Sudene, no Recife, durante encontro com os governadores do Nordeste, em sua primeira viagem à região desde que foi eleito, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) comentou sobre a entrevista do ministro da Economia, Paulo Guedes à revista semanal Veja, na qual disse que deixará o governo caso a reforma da Previdência não seja aprovada.

“É um direito dele, ninguém é obrigado a continuar como ministro meu. Logicamente, ele está vendo uma catástrofe, é verdade, eu concordo com ele [Guedes], se nós não aprovarmos algo realmente muito próximo ao que enviamos no Parlamento. O que Paulo Guedes vê, e ele não é nenhum vidente, nem precisa ser, para entender que o Brasil vai viver um caos econômico sem essa reforma”, alegou o presidente.

Fim

Ao final da entrevista, os repórteres que cobriam o evento tentaram repercutir com o presidente o bloqueio de R$ 3,5 bilhões em valores e bens do PSB e MDB, além de parlamentares e empreiteiras, mas a entrevista foi encerrada sem que o presidente pudesse comentar.

Foto: Divulgação/Prefeitura de Petrolina
Após participar da 25º reunião do Condel, em Brennand, Bolsonaro seguiu para Petrolina - Foto: Divulgação/Prefeitura de Petrolina
Foto: Divulgação/Prefeitura de Petrolina
O presidente recebeu presentes em Petrolina - Foto: Divulgação/Prefeitura de Petrolina
Foto: Divulgação
Multidão presente na primeira visita do presidente ao Nordeste desde que tomou posse - Foto: Divulgação
Foto: Marco Aurélio/Rádio Jornal
Agora, eleitores de Bolsonaro esperam pelo capitão reformado em Petrolina - Foto: Marco Aurélio/Rádio Jornal
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Em seu discurso, Bolsonaro afirmou que fará de tudo para ajudar o Nordeste - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
O prefeito do Recife, Geraldo Julio, também estava presente - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Começa a 25º reunião do Condel, no Instituto Ricardo Brennand - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
No lado de fora do Instituto, manifestantes protestam contra a vinda de Bolsonaro ao Recife, - Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Reprodução/Twitter
Dos 11 governadores presentes, nove são do Nordeste - Foto: Reprodução/Twitter
Foto: Marco Aurélio/ Rádio Jornal Petrolina
Em Petrolina, Bolsonaro entregou 472 apartamentos do Minha Casa, Minha Vida - Foto: Marco Aurélio/ Rádio Jornal Petrolina
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
- Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
- Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Princípio de tumulto com os manifestantes contra Bolsonaro - Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Cabo Alexandrino/CSC III
Chegada do presidente na Base Aérea do Recife, antes dele ir para Brennand - Foto: Cabo Alexandrino/CSC III
Foto: Cabo Alexandrino/CSC III
Chegada do presidente na Base Aérea do Recife, antes dele ir para Brennand - Foto: Cabo Alexandrino/CSC III
Foto: Cabo Alexandrino/CSC III
Chegada do presidente na Base Aérea do Recife, antes dele ir para Brennand - Foto: Cabo Alexandrino/CSC III
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Helicóptero com Bolsonaro chegando em Brennand, local em que acontecerá o evento com governadores - Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Enquanto isso, movimentação em frente ao Instituto Ricardo Brennand para a chegada de Bolsonaro - Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
- Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
- Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
- Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem

Bolsonaro em Pernambuco e protestos

A chegada do presidente Jair Bolsonaro (PSL) ao Recife, nesta sexta-feira (24), foi marcada por protestos de estudantes, técnicos e professores das universidades federais do Estado. Insatisfeitos com os cortes anunciados pelo Ministério da Educação (MEC) e a proposta da reforma da Previdência defendida pelo Governo Federal, os estudantes pretendem entregar uma carta aberta ao presidente.

De acordo com os organizadores, dentre eles a União Nacional dos Estudantes (UNE), em Pernambuco, a expectativa é de que 300 pessoas participem do ato, com concentração marcada às 9h, na Editora da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), embora no Facebook já havia 1,7 mil pessoas confirmadas no evento #NoNordesteNão.

Os movimentos Direita Pernambuco, MBL e Vem pra Rua, também afirmaram que não tinham atos programados para recepcionar o presidente Jair Bolsonaro. "Não vamos ter nenhuma ação para o dia, sabemos que ele não teria disposição por ser uma visita institucional. Mas vemos como um resultado bom ele estar vindo fazer diálogo com os governadores, lançar um programa em Petrolina e aumentar investimentos na região", avalia Mateus Henrique, presidente do Direita Pernambuco.

A agenda apertada talvez não permita ao capitão reformado visitar o Museu de Armas Brancas no IRB, que tem um acervo de 3 mil facas, espadas, canivetes, estiletes e armaduras. É que logo depois do encontro com os governadores, Bolsonaro segue para Petrolina (Sertão) onde vai participar, às 14h30, da cerimônia de inauguração do Residencial Morada Nova, um conjunto habitacional do Minha Casa Minha Vida com 472 unidades.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias