Cinema

Bolsonaro questiona pessoas em frente ao Palácio da Alvorada se fecha Ancine

As pessoas ao redor respondem: "vamos"

AE
AE
Publicado em 20/07/2019 às 19:54
Notícia
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
As pessoas ao redor respondem: "vamos" - FOTO: Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Leitura:

Em meio às polêmicas envolvendo a Agência Nacional do Cinema (Ancine), o presidente Jair Bolsonaro perguntou a pessoas que o aguardavam neste sábado em frente ao Palácio da Alvorada se ele iria fechar ou não a agência. "Vamos fechar a Ancine ou não vamos?", questiona o presidente. As pessoas ao redor respondem: "vamos". O presidente, porém, não respondeu se irá de fato fechar a agência quando foi questionado por jornalistas.

Na sexta-feira, ele afirmou que pretende transformar a Ancine em uma secretaria vinculada a algum dos ministérios do governo e disse que ela terá "filtros culturais" para a seleção do que será fomentado pelo órgão. Ele também confirmou ontem que a diretoria da agência será transferida do Rio de Janeiro para Brasília.

Bolsonaro aproveitou a tarde deste sábado para ir ao Brasília Capital Moto Week 2019. No local, ele foi recebido por participantes do evento e saiu carregado nos braços de algumas pessoas. Mais cedo, ele saiu do Palácio da Alvorada para levar a filha mais nova, Laura, para uma aula de equitação. Na volta à residência oficial, Bolsonaro parou para cumprimentar pessoas que o aguardavam.

Ancine transferida para Brasília

Ao criticar o suposto "ativismo" do órgão, citando como exemplo o filme "Bruna Surfistinha", que narra a história de uma ex-garota de programa, o presidente Jair Bolsonaro transferiu a Agência Nacional do Cinema (Ancine) do Rio de Janeiro para Brasília.

Segundo o Governo, o intuito é "fortalecer a articulação e fomentar políticas públicas necessárias à implantação de empreendimentos estratégicos para a área".

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias