ÚNICA ABSTENÇÃO

Frota é único deputado do PSL a não votar a favor da Previdência

O deputado, que chegou a ser o coordenador do PSL na comissão especial que analisou a reforma, decidiu se abster

JC Online
JC Online
Publicado em 07/08/2019 às 8:24
Notícia
Foto: Michel Jesus/ Câmara dos Deputados
O deputado, que chegou a ser o coordenador do PSL na comissão especial que analisou a reforma, decidiu se abster - FOTO: Foto: Michel Jesus/ Câmara dos Deputados
Leitura:

O deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP) decidiu se abster na votação em segundo da reforma da Previdência. Com isso, o parlamentar, que já foi considerado o estrategista do seu partido e um dos maiores defensores da "nova previdência" na legenda, se tornou o único deputado do PSL a não votar favoravelmente às mudanças nas regras de aposentadoria no Brasil.

Frota também chegou a ser o coordenador do PSL na comissão especial que analisou a reforma da Previdência. Ele criou ainda um grupo nas redes sociais com técnicos do Ministério da Economia e deputados para tirar dúvidas e esclarecer pontos do texto, aprovado em segundo turno, por 370 votos a favor e 124 contra, além da abstenção de Frota, na madrugada desta quarta-feira (7) na Câmara dos Deputados.

A equipe econômica do governo Bolsonaro credita ao deputado o termo “poupança garantida”, como uma forma de suavizar a capitalização, onde cada trabalhador contribui para sua própria aposentadoria.

Crise com PSL

O deputado, que tem forte presença nas redes sociais, ainda não explicou porque se absteve. No entanto, acredita-se que sua decisão pode estar relacionada à crise que vive com seu partido e colegas de bancada. Frota é alvo de representação no conselho de ética do PSL, que pede sua expulsão da legenda.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias