TENSÃO

Citando protestos no Chile, Humberto Costa diz que 'Bolsonaro está com os dias contados'

O senador comparou a situação do presidente com a crise que atinge o Chile

Rute Arruda
Rute Arruda
Publicado em 22/10/2019 às 13:21
Notícia
Foto: Agência Senado
O senador comparou a situação do presidente com a crise que atinge o Chile - FOTO: Foto: Agência Senado
Leitura:

O líder do PT no Senado, senador Humberto Costa (PE), disse que o presidente Jair Bolsonaro "está com os dias contados". A declaração do senador foi feita em seu Twitter. Na publicação, Humberto comparou a situação de Bolsonaro com a crise que assola Santiago, capital do Chile, desde a última sexta-feira (18).

"A paciência do povo com a direita ultraliberal, fascista e entreguista está acabando em diversos lugares do mundo. @jairbolsonaro está com os dias contados. É questão de tempo. A hora do Brasil vai chegar. Anotem aí", escreveu o senador, que anexou uma matéria do jornal o Estado de S. Paulo com o título "Presidente do Chile decreta estado de emergência após protestos violentos em Santiago.

Carlos Bolsonaro rebate

O vereador do Rio de Janeiro e filho do presidente da República, Carlos Bolsonaro (PSC), rebateu a publicação de Humberto Costa e chamou o senador de 'vagabundo bandido'. "Temos que estar preparados para combater este tipo de vagabundo bandido. Eu estou", escreveu.

A publicação de Carlos foi acompanhada da publicação de um internauta que acusava Humberto de terrorismo. "Se isso não é terrorismo eu não sei mais o que é. E esse sujeito é um senador da República, hein?! Ah, mas o Foro de São Paulo não existe, né?!", mostra a outra publicação.

Protestos

Desde a última sexta-feira (18) a capital do Chile, Santiago, vem sofrendo com uma onda de protestos contra o aumento da passagem do metrô. O governo anunciou que a tarifa aumentaria em 30 pesos (o equivalente a 20 centavos). Devido aos protestos, o governo decretou estado de emergência por 15 dias e enviou tropas do Exercito para as ruas.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias