Crítica

'Festa da bandidagem', diz Major Olímpio sobre saída de Lula

Outros políticos também questionaram a decisão do STF

Adige Silva
Adige Silva
Publicado em 08/11/2019 às 18:10
Notícia
Foto: Henry Milleo/ AFP
FOTO: Foto: Henry Milleo/ AFP
Leitura:

Vários políticos criticaram o Supremo Tribunal Federal (STF) de não manter presos os condenados em segunda instância, que ocasionou na liberdade do ex-presidente Lula, nesta sexta-feira (8). O senador Major Olímpio (PSL) expôs sua indignação nas redes sociais e afirmou que a saída do presidente era "festa da bandidagem" e uma "vergonha.

A deputada Carla Zambelli (PSL), outra crítica ao petista, afirmou que, mesmo saindo na prisão, Lula não tinha conseguido comprovar sua inocência. "Para a 'alma mais honesta do mundo', com DEZENAS de advogados, foi mais fácil mudar o entendimento sobre a lei do que provar sua inocência", escreveu.

Foto: AFP
Presidente saiu da prisão as 17h42 desta sexta - Foto: AFP
Foto: AFP
Momento em que Lula deixa a prisão em Curitiba - Foto: AFP
Foto: AFP
Ele encontrou apoiadores e sua namorada - Foto: AFP
Foto: AFP
Lula discursa para apoiadores que lhe esperavam em frente à prisão - Foto: AFP
Foto: AFP
Lula abraça apoiadora - Foto: AFP
Foto: AFP
Fernando Haddad estava presente ao lado de Lula - Foto: AFP
Foto: Henry Milleo/ AFP
Cristiano Zanin e Valeska Teixeira Zanin Martis, advogados do ex-presidente em Curitiba - Foto: Henry Milleo/ AFP
Foto: Henry Milleo/ AFP
Cristiano Zanin e Valeska Teixeira Zanin Martis, advogados do ex-presidente em Curitiba - Foto: Henry Milleo/ AFP
Foto: Henry Milleo/ AFP
Cristiano Zanin e Valeska Teixeira Zanin Martis, advogados do ex-presidente em Curitiba - Foto: Henry Milleo/ AFP
Foto: Henry Milleo/ AFP
Cristiano Zanin e Valeska Teixeira Zanin Martis, advogados do ex-presidente em Curitiba - Foto: Henry Milleo/ AFP
Foto: Henry Milleo/ AFP
Cristiano Zanin, advogado do ex-presidente Lula, na frente da sede da PF em Curitiba - Foto: Henry Milleo/ AFP
Foto: Henry Milleo/ AFP
Apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na frente da sede da PF em Curitiba - Foto: Henry Milleo/ AFP
Foto: Henry Milleo/ AFP
Apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na frente da sede da PF em Curitiba - Foto: Henry Milleo/ AFP
Foto: Henry Milleo/ AFP
Apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na frente da sede da PF em Curitiba - Foto: Henry Milleo/ AFP
Foto: Henry Milleo/ AFP
Apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na frente da sede da PF em Curitiba - Foto: Henry Milleo/ AFP

 

Anteriormente, ela tinha postado sobre o Congresso votar a proposta em segunda instância e reverter a decisão do STF, proposta negada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, David Alcolumbre. "Mandar o presidiário IMEDIATAMENTE de volta para a cadeia", twittou.

Outros políticos também questionaram saída

O filho do presidente Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) também criticou a decisão que culminou na libertação do ex-presidente. "Cagam na cabeça da sociedade, ignoram o risco de botar em liberdade 160.000 presos. Não esqueçam que latrocidas,p.ex., cometem seus crimes independente da vítima ser de direita ou esquerda", escreveu o político.

Já a deputada Joice Hasselmann (PSL) afirmou que a liberdade do ex-presidente se deu "graças ao afrouxamento odo STF" e chamou Lula de chefe do maior esquema de corrupção da história do mundo".

O apresentador do Danilo Gentili questionou a quietude dos líderes do atual Governo e questionou o motivo.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias