DOCUMENTÁRIO

Políticos repercutem indicação de 'Democracia em Vertigem', de Petra Costa, ao Oscar 2020

O longa aborda a crise política no Brasil e foi indicado ao Oscar de Melhor Documentário na manhã desta segunda-feira (13)

Marcelo Aprigio
Marcelo Aprigio
Publicado em 13/01/2020 às 12:03
Notícia
Foto: Orlando Brito/Netflix/Divulgação
O longa aborda a crise política no Brasil e foi indicado ao Oscar de Melhor Documentário na manhã desta segunda-feira (13) - FOTO: Foto: Orlando Brito/Netflix/Divulgação
Leitura:

Após a indicação do filme brasileiro 'Democracia em Vertigem' ao Oscar 2020, na categoria Melhor Documentário, diversos políticos foram às redes sociais nesta segunda-feira (13) comemorar e criticar a indicação do longa dirigido pela cineasta Petra Costa.

Escute o podcast O Fato É sobre o filme de Petra Costa:

>> Veja os indicados do Oscar 2020

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) comemorou a indicação do documentário em uma publicação em seu site oficial. "Parabéns a Petra e à equipe do filme pela indicação ao Oscar. A verdade não está enterrada. A história segue implacável contra os golpistas", afirmou Dilma em trecho do texto.

O ex-presidente Lula (PT) felicitou a diretora do longa, que aborda sua prisão, o impeachment de Dilma Rousseff (PT) e a eleição do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). "Parabéns, Petra Costa, pela seriedade com que narrou esse importante período de nossa história. Viva o cinema nacional! A verdade vencerá", escreveu o petista.

Candidato do PT à Presidência da República em 2018, Fernando Haddad compartilhou uma crítica que escreveu sobre o documentário e também parabenizou a mineira Petra Costa. Vice na chapa de Haddad em 2018, a ex-deputada federal Manuela D'Ávila (PCdoB), afirmou que esta segunda é um grande dia e lembrou que a diretora do documentário pode se tornar a primeira latino-americana a conquistar o prêmio.

O perfil do PSDB no Twitter ironizou a indicação, "parabenizando" Petra Costa pela indicação de "ficção e fantasia" e não documentário. 

À coluna da jornalista Mônica Bérgamo, do jornal Folha de S.Paulo, o secretário Especial de Cultura do governo Federal, Roberto Alvim, diminuiu a importância da indicação do longa-metragem ao Oscar. "Se fosse na categoria ficção, estaria correta a indicação", disse o auxiliar do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Ex-ministro da Educação, o pernambucano Mendonça Filho (DEM) usou o Twitter para dizer que a presença do filme de Petra Costa entre os indicados à premiação ajuda a negar "a verdadeira história brasileira".

O Movimento Brasil Livre (MBL) também fez questão de se manifestar. "Um Oscar para a corrupção", publicou.

Outras figuras da política brasileira como o senador pernambucano Humberto Costa (PT), as deputadas federais Talíria Petrone (PSOL-RJ) e Jandira Feghali (PCdoB-RJ) e o senador do Amapá Randolfe Rodrigues (REDE), também parabenizaram a diretora pela obra.

Através da sua conta no Twitter, a própria Petra Costa comemorou o reconhecimento do seu documentário dizendo esperar que o seu filme "possa nos ajudar a entender o quão crucial é proteger nossas democracias".

Indicação

O documentário brasileiro 'Democracia em Vertigem', da diretora Petra Costa, foi indicado, na manhã desta segunda-feira (13), ao Oscar 2020, na categoria Melhor Documentário. A produção vai concorrer ao prêmio com American Factory, The Cave, For Sama e Honeyland.

A cerimônia dos melhores do cinema acontece no dia 9 de fevereiro em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Em julho de 2019, o jornal The New York Times divulgou uma lista com os melhores filmes de 2019 até aquele momento. E  'Democracia em Vertigem' foi um dos longas selecionados.

Veja o trailer:

Lançado pela Netflix em junho de 2019, Democracia em Vertigem aborda eventos como o impeachment de Dilma Rousseff (PT), a prisão do ex-presidente Lula (PT) e a eleição de Jair Bolsonaro (sem partido) em paralelo à história da diretora do longa.

Mineira, Petra Costa, de 36 anos, assinou os documentários "Elena" (2012) e "Olmo e a gaivota" (2014), premiados respectivamente nos festivais de Brasília e do Rio de Janeira. Esta é sua primeira indicação ao Oscar.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias