eleições 2016

Raquel Lyra deixa o PSB e vai para o PSDB

Deputada recebeu negativa de socialistas para disputar a prefeitura de Caruaru

Marcela Balbino e Mariana Araújo
Marcela Balbino e Mariana Araújo
Publicado em 18/03/2016 às 10:26
Foto: Divulgação
Deputada recebeu negativa de socialistas para disputar a prefeitura de Caruaru - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

Em meio às jogadas partidárias em busca de apoio, a deputada estadual Raquel Lyra (PSB) teve a candidatura rifada em Caruaru. Havia o entendimento que o PDT apoiaria Geraldo em troca da aliança na cidade do Agreste.

Diante do cenário, Raquel Lyra e seu pai, o ex-governador João Lyra Neto, estiveram nesta quinta-feira (17) em Brasília para confirmar a filiação deles ao PSDB. O partido garantiu que Raquel será a candidata da legenda à Prefeitura de Caruaru. 

Pai e filha se reuniram com o senador Aécio Neves e o encontro foi acompanhado pelo deputado federal Betinho Gomes.

Na última segunda (14), antes de ir a Brasília definir sua filiação tucana, Raquel participou de uma reunião no Palácio do Campo das Princesas com o governador Paulo Câmara (PSB), o presidente do partido, Sileno Guedes, e assessores. Foi neste encontro que Raquel recebeu a negativa socialista. 

A deputada saiu do Palácio bastante chateada com o governador, pois teria ouvido dele, meses antes, que se assumisse o diretório municipal, teria espaço livre para se lançar candidata. Raquel assumiu o diretório em novembro do ano passado

Alguns nomes socialistas, principalmente no interior, têm se queixado de que o partido está se preocupando apenas com a reeleição de Geraldo Julio na capital pernambucana e esquecendo-se de bases importantes. A principal reclamação é sobre a falta de articulação em outros municípios. 

Com o ingresso de João Lyra no PSDB, o partido tem agora dois ex-governadores, ele e Joaquim Francisco. A expectativa é que os dois ajudem a cacifar e incentivar a candidatura de Daniel Coelho no Recife. A leitura de tucanos é que, com dois ex-governadores na legenda, fica mais difícil para Aécio Neves fazer algum tipo de intervenção que resulte na retirada da candidatura de Daniel na capital. 

Há uma semana, Daniel Coelho confirmou que é candidato no Recife. A confirmação teria vindo do próprio Aécio Neves e  que não havia intenção do senador de barrar a candidatura.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias