Operação Tsunami

Prefeito de Catende teve contas rejeitadas pelo TCE

Otacílio Cordeiro (PSB), preso pela polícia, já era investigado por crime fiscal e lesão à previdência

Verônica Almeida
Verônica Almeida
Publicado em 02/06/2016 às 20:59
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Otacílio Cordeiro (PSB), preso pela polícia, já era investigado por crime fiscal e lesão à previdência - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

O prefeito de Catende, Mata Sul de Pernambuco, Otacílio Cordeiro (PSB), preso na manhã desta quinta-feira (2/5) pela Polícia Civil por suposto envolvimento em esquema de desvio de verba pública, já tinha sido reprovado pelo Tribunal de Contas diversas vezes.

Em nota, o TCE e o Ministério Público de Contas informam ter comunicado ao Ministério Público “reiteradas irregularidades” observadas em relação ao prefeito de Catende, algumas passíveis de cassação de mandato inclusive.

Todas as contas do primeiro mandato de Otacílio Cordeiro, de 2009 a 2012, foram rejeitadas. As demais estão em análise, sendo que a de 2013 já teve a parte fiscal questionada.

Em cinco representações distintas, TCE e MPCO comunicaram a órgãos do MP vários indícios de crimes de natureza fiscal praticados pelo gestor da cidade da Mata Sul, assim como lesões à previdência municipal em cerca de R$ 8,2 milhões e improbidade administrativa. O tribunal e o Ministério Público de Contas dizem estar à disposição dos outros órgãos de investigação para colaborar.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias