Eleições 2016

Rildo Reis é o prefeito eleito de Amaraji

Mais votado na cidade, estava com registro indeferido, mas conseguiu reverter situação junto ao TRE

JC Online
JC Online
Publicado em 14/10/2016 às 14:34
Guga Matos/JC Imagem
Mais votado na cidade, estava com registro indeferido, mas conseguiu reverter situação junto ao TRE - FOTO: Guga Matos/JC Imagem
Leitura:

Rildo Reis (PR) conseguiu reverter sua situação junto à Justiça Eleitoral e passa agora à condição de prefeito eleito de Amaraji, na Zona da Mata de Pernambuco. O pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) revisou, na manhã desta sexta-feira (14/10), a decisão anterior, reconhecendo como válida a convenção que indicou o candidato à eleição deste ano. Rildo teve 7.800 votos, 1.923 a mais que o opositor Juninho Gouveia (PSB). 

Adversários de Rildo Reis ainda podem recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral, mas Leucio Lemos, um dos advogados do prefeito eleito, não acredita que o TSE derrube a decisão do tribunal regional. “A jurisprudência do TRE é muito segura”, explicou. O problema com o registro de Rildo era com a ata da convenção dos partidos que compõem a coligação que deu suporte à candidatura dele. Questionava-se por que uma única pessoa assinou o documento representando quatro partidos. “Mas todos os presidentes de partidos estavam presentes e assinaram o documento. A pessoa que assinou representava a coligação. O tribunal entendeu agora que a convenção era válida”, explicou Lemos.

Candidato majoritário, que estava sub judice, obteve mais de 50% dos votos

Se a candidatura de Rildo tivesse se mantido inapta, Amaraji poderia ter uma nova eleição. É que ele obteve mais de 50% dos votos válidos e, nesses casos, quando o candidato tem o registro indeferido ou cassado, a nova lei eleitoral exige a realização de um pleito suplementar.


O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias