Eleições 2016

Geraldo Julio lembra Eduardo Campos em último grande ato da campanha

Candidato à reeleição pelo PSB, o prefeito disse que o ex-governador guia as realizações da Frente Popular

Franco Benites
Franco Benites
Publicado em 27/10/2016 às 20:25
Andréa Rêgo Barros/Divulgação
Candidato à reeleição pelo PSB, o prefeito disse que o ex-governador guia as realizações da Frente Popular - FOTO: Andréa Rêgo Barros/Divulgação
Leitura:

O último grande ato de campanha do  candidato à reeleição Geraldo Julio (PSB) foi marcado por referências a Eduardo Campos. Após uma caminhada no centro do Recife nesta quinta-feira (veja vídeo abaixo), o socialista discursou e lembrou o padrinho político e o ex-governador Miguel Arraes. “Não tem um dia que essa frente popular não seja guiada pelo olhos de Arraes. Eduardo, que guia as realizações do governo da Frente Popular, nos dá a grandeza política de saber atuar e fazer crescer um conjunto político que tem compromisso com o povo”, afirmou.

Eduardo deixou o governo estadual com um alto índice de aprovação para concorrer à presidência da República em 2014. Após morrer, em agosto daquele ano em um acidente aéreo, o ex-governador teve o nome envolvido em denúncias de corrupção junto com o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB).

Como era de se esperar, não houve referência a essas denúncias. Fernando Bezerra foi o segundo a discursar e disse que Eduardo  deu a vitória a Geraldo em 2012, mas que agora o mérito era do prefeito. “Essa vitória foi construída por você. É o reconhecimento ao seu trabalho”, afirmou.

>> Pesquisa IPMN/JC: No Recife, Geraldo Julio (PSB) tem 59% dos votos válidos contra 41% de João Paulo (PT)

>> Geraldo e João Paulo partem para o embate político na TV Jornal

O clima entre os militantes era de “já ganhou”. Por vezes, a confiança na vitória sobre João Paulo (PT) permeou os discursos, mas Geraldo e o governador Paulo Câmara (PSB) trataram de pedir para a militância não esmorecer. “Não vamos descansar até domingo. Vamos pedir voto no 40”, enfatizou Paulo.

O prefeito disse que não se sentia reeleito e que a decisão caberá ao povo. "Esses são os dias mais importantes da nossa campanha. A sexta, o sábado e o domingo. Temos que conquistar os votos. Não está em jogo o futuro de Geraldo, mas o futuro do Recife", advertiu. 

O vice-prefeito Luciano Siqueira (PCdoB) afirmou que não poderia falar em "vitória ainda em respeito ao "concorrente" e "ao povo". No discurso, o comunista afirmou que chegava ao fim da eleição com um "sentimento de honra" pela união entre o PCdoB e o PSB. Em outro momento, quase trocou o nome de Geraldo pelo de João Paulo, mas se corrigiu a tempo antes de passar por qualquer constrangimento diante da militância.

DEBATE

O debate da TV Jornal realizado nesta quinta-feira foi lembrado por Geraldo. “O debate de hoje deixou ainda mais claro que são dois caminhos muito diferentes que estão à disposição do povo do Recife”, disse, enfatizando que João Paulo cometeu “muitos erros” quando foi prefeito e que “esqueceu do povo” e apenas quis saber de "arengas".

Apesar das críticas a João Paulo, Geraldo pontuou que sua campanha era pacífica e chegou a pedir a militância para não cair na provocação dos adversários. "A nossa forma de trabalho não é a ultrapassada, não é a da confusão pela confusão. A gente só pega briga se for para defender os interesses do povo. A gente não vai ficar arengando. Vocês vão ser vítimas de provocação, mas não entrem em provoacão. Façam campanha com paz no coração", disse.

PARTICIPAÇÕES

O evento teve a participação de dirigentes do PSB, a exemplo do presidente nacional do partido, Carlos Siqueira, do governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, e do ex-governador do Espírito Santo, Renato Casagrande. Paulo e Geraldo agradeceram a participação dessas lideranças e também da militância. A mãe e a viúva do ex-secretário de Turismo do Recife, Camilo Simões, que morreu recentemente, foram anunciadas pelo locutor oficial do evento. 

Renata Campos, viúva de Eduardo Campos, e João Campos e Maria Eduarda Campos, filhos do casal, também foram à caminhada. Secretários estaduais e municipais complementaram a lista dos participantes do evento e até um político ligado a um rival dos socialistas foi à caminhada. Meira (PTB), eleito prefeito de Camaragibe com o apoio do senador Armando Monteiro (PTB), compareceu ao ato. “Pedirei  votos para Geraldo”, garantiu.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias