COMANDO ESTADUAL

Anderson Ferreira é o novo presidente estadual do PR e sigla pode ir para oposição

Anderson Ferreira tomou o comando do PR que estava com o deputado federal Sebastião Oliveira e deve levar o partido para a oposição a Paulo Câmara

Cássio Oliveira
Cássio Oliveira
Publicado em 19/12/2018 às 11:23
Foto: Divulgação
Anderson Ferreira tomou o comando do PR que estava com o deputado federal Sebastião Oliveira e deve levar o partido para a oposição a Paulo Câmara - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

O prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira, venceu a disputa pela presidência do PR em Pernambuco contra o deputado federal Sebastião Oliveira, agora ex-presidente do diretório estadual. Nessa segunda-feira (17), a Comissão Executiva Nacional da legenda decidiu, por unanimidade, a formação da nova composição da direção regional, que é provisória. A mudança no comando da legenda, hoje integrante da base do governador Paulo Câmara (PSB), para as mãos do prefeito já era dada como certa pelo seu grupo político, mas acabou antecipada.

O movimento impacta na formação do novo secretariado de Paulo Câmara, pois Anderson Ferreira atualmente faz oposição ao socialista, com quem rompeu em junho deste ano junto com o irmão deputado estadual André Ferreira, eleito deputado federal em outubro. O clã Ferreira, formado ainda pelo deputado estadual eleito Manoel Ferreira (PSC) e o vereador do Recife Fred Ferreira (PSC), ganha ainda mais força política já que passa a controlar dois partidos no Estado. André é presidente do PSC em Pernambuco.

“A deliberação atende aos interesses da região, visando ao fortalecimento e crescimento do partido. A Comissão Executiva Nacional tem plena confiança de que o PR de Pernambuco será conduzido por uma liderança em ascensão, que levará o partido a alcançar êxitos importantes, com um planejamento arrojado e visão moderna de fazer política”, diz a nota oficial do PR assinada pelo presidente nacional da sigla, José Tadeu Candelária. Na prática, quem continua a dar as cartas no partido é o ex-deputado federal Valdemar da Costa Neto, condenado no caso do Mensalão.

Na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), o PR manterá dois representantes a partir de fevereiro. Atualmente, os deputados Henrique Queiroz e Rogério Leão formam a bancada da sigla na Casa. Os dois são ligados a Sebastião Oliveira. O último se reelegeu em outubro. Já Queiroz abriu espaço para Henrique Queiroz Filho, que acabou ficando com a cadeira do pai na Alepe na próxima legislatura. O patriarca disputou uma vaga na Câmara Federal, mas não se elegeu.

A decisão da Executiva Nacional do Partido da República alinha o posicionamento da sigla no Estado em relação ao governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) com a da nacional. Isso porque a sigla já declarou que integrará a base do futuro governo. Enquanto o grupo Ferreira apoiou a candidatura de Bolsonaro, Sebastião Oliveira pediu votos para o ex-prefeito Fernando Haddad (PT).

Confira a nova composição da Executiva Estadual

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias