Condenação

Prefeito de Ouricuri é condenado a regime semiaberto pela Justiça Eleitoral

Segundo a Justiça de Petrolina, Ricardo Ramos foi condenado por transporte irregular de eleitores nas eleições municipais de 2012

Maria Eduarda Bravo
Maria Eduarda Bravo
Publicado em 09/04/2019 às 8:18
Foto: Divulgação
Segundo a Justiça de Petrolina, Ricardo Ramos foi condenado por transporte irregular de eleitores nas eleições municipais de 2012 - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

A Justiça Eleitoral de Petrolina condenou o prefeito de Ouricuri, no Sertão de Pernambuco, Ricardo Ramos (PSDB), na última segunda-feira (08), a quatro anos e 11 meses no regime semiaberto por transporte irregular de eleitores. Segundo a decisão, o crime foi cometido pelo gestor em 2012, as vésperas das eleições daquele ano. Ricardo ainda terá que pagar uma multa de 247 salários mínimos. 

“Por consequência, fica o réu Ricardo Ramos definitivamente condenado às penas de 4 anos, 11 meses e 15 dias de reclusão, em regime semiaberto, e mais 247 dias-multa, no valor unitário de um salário mínimo“, diz um trecho da decisão do juiz Carlos Fernando Arias, autor da decisão. Também foram condenados os motoristas que transportaram os eleitores.

Crime

Na época, o veículo levava eleitores de Petrolina para Ouricuri, que segundo a decisão judicial, não havia autorização da Justiça. O transporte foi interceptado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Serra da Santa, também na região de Petrolina.

O juiz ainda destaca na sentença que não decretou a perda do cargo público como efeito de condenação, porque o réu perdeu as eleições que em houve a fraude, e assim, não há 'relação com o mandato exercido'. 

A reportagem entrou em contato com a prefeitura, entretanto não obteve resposta até o fechamento dessa matéria. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias