ARTICULAÇÕES

De olho na Prefeitura do Recife, Túlio Gadêlha se aproxima de PSOL e Rede

Túlio é um potencial candidato à eleição majoritária da capital pernambucana, mas, por ora, o PDT, seu partido, descarta uma aliança com as legendas

Marcelo Aprigio
Marcelo Aprigio
Publicado em 12/09/2019 às 8:25
Notícia
Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Túlio é um potencial candidato à eleição majoritária da capital pernambucana, mas, por ora, o PDT, seu partido, descarta uma aliança com as legendas - Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Leitura:

A afinidade de ser oposição ao governo Jair Bolsonaro (PSL), está aproximando o deputado federal Túlio Gadêlha (PDT) dos dirigentes estaduais de legendas como o PSOL e a Rede, iniciando conversas em torno da eleição para a Prefeitura do Recife em 2020. Túlio é um potencial candidato à eleição majoritária da capital pernambucana, mas, por ora, o PDT descarta uma aliança com os partidos. 

“A aproximação com Túlio é natural porque temos as mesmas pautas em nível nacional”, explica o presidente do PSOL em Pernambuco, Severino Alves. Ele, contudo, afirmou que a convergência de pautas não significa uma aliança formada.

Segundo Alves, o PSOL vai trabalhar para eleger três a quatro vereadores no Recife e deve ter candidatos próprios na capital pernambucana, Olinda, Paulista, Jaboatão e Goiana. A sigla também criou o Grupo Tático Eleitoral (GTE) para fazer estudos de viabilidade e cenários políticos nos municípios considerados prioritários pelo partido, o que inclui o Recife. 

Membro da Executiva Nacional da Rede, Roberto Leandro também confirmou que a sigla vem tendo conversas com o pedetista. “Tivemos uma conversa inicial com Túlio, mas vamos conversar com todos os atores de forças políticas alinhadas ao nosso campo de aliança programática”, disse ao JC. 

A legenda soltou uma nota informando que não há definição sobre a disputa pela Prefeitura do Recife no próximo ano. 

Presidente estadual do PDT, Wolney Queiroz diz que o seu papel é estimular as futuras candidaturas à Prefeitura do Recife. “É natural Túlio tentar se viabilizar como candidato”, disse. 

Wolney, contudo, também citou a atual secretária de habitação do prefeito Geraldo Julio (PSB), Isabella de Roldão, como um possível nome para a disputa na capital. Ao JC, ele afirmou, ainda, que “a direção do partido não está conversando nem com a Rede nem com o PSOL”. 

A reportagem procurou Túlio Gadêlha, mas não obteve resposta.

Aliança com PSB

Atualmente, o PDT é aliado do governo Paulo Câmara (PSB), ocupando a secretária estadual de Trabalho e Emprego com Alberes Lopes. Nas eleições de 2018, a sigla esteve na majoritária do ex-deputado federal Maurício Rands (PROS), com a própria Isabella como candidata a vice. 

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias