Golpe

'Fui pega em um golpe', diz Michele Collins sobre golpe no WhatsApp

A vereadora Michele Collins (PP) afirmou ter sido vítima de golpe e teve os dois números do celular clonados

Alice Albuquerque
Alice Albuquerque
Publicado em 06/02/2020 às 16:42
Notícia
Divulgação
A vereadora Michele Collins (PP) afirmou ter sido vítima de golpe e teve os dois números do celular clonados - FOTO: Divulgação
Leitura:

Atualização às 17h25

A vereadora Michele Collins (PP) teve os dois números do celular clonados nesta quinta-feira (6). A parlamentar postou um vídeo nas redes sociais informando o ocorrido e pediu para que as pessoas ficassem atentas as mensagens. "Fui pega em um golpe. Passaram um trote e eu caí ingenuamente e clonaram meus dois números de celular".

>> Namorado de Fátima Bernardes, deputado Túlio Gadêlha alerta sobre golpe no WhatsApp usando seu nome

>> Novo golpe no WhatsApp promete material escolar para beneficiários do Bolsa Família

Aflita, Michele explicou que está tentando resolver o ocorrido e disse não estar pedindo dinheiro a ninguém. "Estou vendo várias pessoas falando que aconteceu, e agora aconteceu comigo. Se alguém falar com você no WhatsApp e falar que sou eu pedindo dinheiro para transferência ou alguma coisa, é mentira, é golpe, não aceitem. Estou tentando saber como faço para resolver isso". 

De acordo com a assessoria da vereadora, Michele já registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Crimes Cibernéticos e as autoridades acreditam se tratar de uma quadrilha que está atuando em todo o Brasil.

Ver essa foto no Instagram

Espalhem essa notícia! Pelo Amor de Deus!!

Uma publicação compartilhada por Missionária Michele Collins (@missionariamichelecollins) em

Golpe

>> Pernambucano perde R$ 25 mil em novo golpe do 0800 dos caixas eletrônicos

>> WhatsApp libera o modo noturno para usuários do Android; veja como vai ficar

Existem relatos de alguns parlamentares que já sofreram o mesmo golpe de pessoas que clonaram seus números e se passaram por eles no WhatsApp pedindo dinheiro. O celular do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), o deputado federal João Campos (PSB) e dos deputados estaduais Doriel Barros (PT), Joaquim Lira (PSd), Paulo Dutra (PSB) E Sivaldo Albino (PSB) também já foram hackeados com a mesma intenção. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias