Chapa puro sangue

Partido Novo não vai se aliar à oposição nas eleições do Recife

O Novo descartou possibilidade de apoiar Daniel Coelho (Cidadania) e Patrícia Domingos (Podemos) e Mendonça Filho (DEM) nas eleições do Recife

Luisa Farias
Luisa Farias
Publicado em 14/02/2020 às 19:50
Notícia
Foto: Divulgação
O Novo descartou possibilidade de apoiar Daniel Coelho (Cidadania) e Patrícia Domingos (Podemos) e Mendonça Filho (DEM) nas eleições do Recife - Foto: Divulgação
Leitura:

O pré-candidato à Prefeitura do Recife pelo Partido Novo, Charbel Maroun, anunciou nesta sexta-feira (14) que a sigla não vai firmar nenhuma aliança com o grupo de oposição nas eleições do Recife. 

Segundo Charbel, a sigla decidiu não apoiar os pré-candidatos Daniel Coelho (Cidadania) e Patrícia Domingos (Podemos) ou Mendonça Filho (DEM), que vem sendo apontado como possível candidato à Prefeitura do Recife pelo DEM, pelo fatos dos seus respectivos partidos usarem o fundo partidário. 

>> Partido Novo faz processo seletivo de R$ 350 para escolher candidatos a vereador do Recife

>> Eleições 2020: Você sabe o que um prefeito faz?

O Partido Novo tem entre as suas principais bandeiras a não utilização de recursos públicos para manter as suas atividades. A sigla acredita que cabe a quem apoia os projetos do partido financiá-lo. 

"Só coligaríamos com algum partido se essa legenda não usasse fundo partidário, se abrisse mão de usar o fundo eleitoral para bancar suas campanhas" afirmou Charbel, que é um dos fundadores do Partido Novo em Pernambuco. 

Em um cenário de segundo turno nas eleições do Recife, o Partido Novo considera apoiar somente candidatos partidos do campo da direita, mas não faz menção à utilização do fundo partidário. 

No campo da esquerda, são apontados como candidatos à sucessão do prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), os deputados federais João Campos (PSB), Marília Arraes (PT) e Túlio Gadêlha (PDT).

Propostas do Novo

As principais propostas do novo, segundo Charbel, giram em torno da mobilidade urbana e habitação. Dentro da mobilidade, também figura o debate sobre o transporte público. "Queremos enfrentar o cartel que é o Consórcio Grande Recife", disse Charbel.

O foco na proposta da habitação é revitalizar o centro do Recife. "Vamos tirar todas as normas de regulações que estejam impedido que novos habitacionais sejam reformados e construídos", completou Charbel. 

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias