FEIRA

Internet pessoal é tendência na CES 2015

Evento realizado em Las Vegas é uma das maiores feiras de comércio do mundo dedicada à tecnologia, com público estimado em 160 mil pessoas

com agências
com agências
Publicado em 06/01/2015 às 7:01
David Becker/Getty Images/AFP
Evento realizado em Las Vegas é uma das maiores feiras de comércio do mundo dedicada à tecnologia, com público estimado em 160 mil pessoas - FOTO: David Becker/Getty Images/AFP
Leitura:

A nova tecnologia está ficando mais pessoal. Tão pessoal que avança para a conectividade e a análise de nossos movimentos, nossa saúde, nosso cérebro e nossos aparelhos de uso diário, como roupas, automóveis, lâmpadas e eletrodomésticos. Bem-vindo à chamada “internet of Me” ou internet personalizada, um dos principais temas do Consumer Electronics Show (CES-2015), de Las Vegas – que abre as portas hoje.

Entretanto, o desafio que os desenvolvedores enfrentam é fazer com que esta comunicação seja útil. “Cada vez mais invenções expostas no CES se vinculam a formas de cuidar da saúde (como treinadores ou nutricionistas digitais) ou ainda recursos para tirar melhor proveito de carros ou outros dispositivos”, comentou Shawn DuBravac, chefe de economia da Associação de Consumidores de Artigos Eletrônicos.

Alguns dos novos dispositivos em exibição incluíram aplicativos para monitorar e melhorar a qualidade do sono, uma mamadeira para medir o consumo nutricional infantil e sensores para analisar as próprias tacadas de golfe e compará-las com a dos profissionais. Roupas inteligentes, detectores de fumaça conectados e dezenas de novos relógios inteligentes e dispositivos para treinamento físico também estão na mostra. Estas novas tecnologias “mantêm a tendência de levar a inteligência ao uso pessoal”, disse DuBravac. “Nada se torna mais pessoal do que as peças de uso”, acrescentou, referindo-se aos vestíveis. Isto representa uma “terceira fase da internet”, depois de computadores pessoais e dispositivos móveis, a peças de uso e outros objetos conectados. “Estamos levando a internet agora de 2 bilhões de smartphones a 50 bilhões de objetos”, disse.

A CES é uma das maiores feiras de comércio do mundo dedicada à tecnologia, com cerca de 36 mil expositores e um público estimado em 160 mil pessoas. O evento também apresenta novos aparelhos de TV de alta resolução e uma série de drones para uso pessoal e industrial. A Panasonic, por exemplo, levou para a CES um protótipo de tocador de Blu-ray capaz de reproduzir conteúdo em 4K e em HDR. A tecnologia deverá ser incorporada nos padrões da próxima geração de aparelhos. No evento, a companhia também anunciou uma parceria com a Mozilla para levar o Firefox OS para todas as suas TVs 4K lançadas em 2015.

Entre os portáteis, a LG anunciou a nova geração do LG G Flex, smartphone de tela curva lançado no ano passado. O G Flex 2 diminuiu a tela, de 6 para 5,5 polegadas, mas ganhou importantes melhorias. A resolução pulou de 720p para 1.080p e a sua resistência aumentou em 20%. Para isso, a LG deu um tratamento especial ao vidro produzido pela Gorilla, marca presente em quase todos os smartphones do mercado. A empresa também diz ter aumentado a resistência da carcaça, que notabilizou-se em 2014 por se regenerar de riscos e arranhões. 

A CES abre hoje em meio a uma confusa perspectiva econômica para a indústria tecnológica global. A Associação de Consumidores de Artigos Eletrônicos (CEA), que organiza o evento, indicou que os gastos em tecnologia aumentaram apenas 1% em 2014 para alcançar US$ 1,024 trilhão, embora ainda seja muito cedo para saber qual será a tendência para 2015. O mercado está sendo orientado por uma forte demanda de novos produtos com tablets e telefones inteligentes em economias emergentes na Ásia e por economias de crescimento moderado na América do Norte.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias