queima

Em dois dias, usuários relatam fogo em celulares Xiaomi Redmi Note

Incidentes teriam ocorrido na Ásia

José Matheus Santos
José Matheus Santos
Publicado em 30/11/2019 às 21:07
Notícia
Foto: Reprodução/Tecnoblog
Incidentes teriam ocorrido na Ásia - FOTO: Foto: Reprodução/Tecnoblog
Leitura:

Em um intervalo de dois dias, dois usuários relataram que celulares dos modelos Xiaomi pegaram fogo. Os incidentes teriam ocorrido na Ásia e com proprietários de um Redmi Note 7S e de um Redmi Note 7 Pro. 

O primeiro caso teria acontecido na China, com o usuário Son Yujue, no dia 29 de outubro. O fogo teria se propagado de maneira espontânea. Yujue, que teria comprado o aparelho para dar de presente ao pai, deu o celular para que o genitor assistisse a vídeos. Com pouco tempo após adormecer vendo as imagens, o pai acordou sentindo cheiro de queimado originado no smartphone.

No outro caso, o indiano Chavhan Ishwar disse no Facebook que, no início de novembro, o seu aparelho Redmi Note 7S pegou fogo enquanto estava ligado em uma mesa de trabalho. Segundo relatos, ninguém ficou ferido. Ishwar decidiu tornar o caso público nesta semana após não conseguir reembolso ou devolução da compra em contato com a Xiaomi.

Reembolso

Procurada pelo site Tecnoblog, a Xiaomi informou que o incêndio foi causado por motivos externos, de manuseamento, e não por um problema relacionado à qualidade do aparelho, situação que invalida a garantia ou eventual reembolso ao comprador.

No último trimestre, a Xiaomi vendeu 32 milhões de aparelhos. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias