SERVIÇO

Som automotivo pode dar prejuízo nesse Carnaval

No feriado, o sistema elétrico do carro é muito exigido e é preciso tomar cuidado para preservar a bateria

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 12/02/2015 às 11:56
JC Arte/ Ronaldo
No feriado, o sistema elétrico do carro é muito exigido e é preciso tomar cuidado para preservar a bateria - FOTO: JC Arte/ Ronaldo
Leitura:

Para quem já está se programando para brincar os quatro dias de Carnaval e costuma selecionar o repertório com as músicas mais tocadas do momento - transformando seus carros em verdadeiros trios elétricos e abusando do som automotivo -, é bom tomar certos cuidados para que o seu feriado não se transforme numa grande dor de cabeça. Esse acessório do automóvel que aparentemente parece ser inofensivo pode lhe render grandes prejuízos se não for usado de maneira correta.

Algumas recomendações já são bem conhecidas pelos motoristas, mas não custa lembrar. Se você pretende colocar o som do seu carro para animar a festa, não esqueça de a cada 30 minutos ligar o motor do veículo por cerca de cinco a dez minutos e acelerar um pouco para que a bateria seja recarregada sem sofrer danos. Do contrário, dependendo da potência do som instalado no automóvel, pode descarregá-la totalmente e te deixar na mão. Nesse caso, o prejuízo do motorista pode ir de R$ 180 a R$ 350 para comprar uma bateria nova.

Para Inaldo Caetano, especialista em som automotivo, os cuidados têm de começar antes mesmo de ligar o aparelho. “É muito importante que o motorista leve o seu carro para que o som seja instalado em uma casa especializada, porque uma má instalação pode ocasionar inclusive um curto-circuito e provocar um incêndio no automóvel”, explicou. Ainda segundo o técnico, os instaladores são obrigados a calcular a potência do som que vai ser instalado no veículo e verificar se os fios escolhidos para realizar o serviço são capazes de suportar o aquecimento que é provocado quando aparelho está ligado.

Já George de Oliveira, engenheiro de produção das baterias Moura, esclarece o porquê de ter certos cuidados quando for ligar o som automotivo. “A bateria do carro não foi feita para suportar um alto nível de carga de energia. Originalmente ela foi projetada para gerar grande quantidade de corrente por um curto período de tempo, ou seja, para dar a partida do carro”, disse o especialista. Para ele, a melhor solução para resolver este problema está fora do automóvel. “Quem pretende colocar músicas para tocar no carro o dia inteiro nesse Carnaval deve ter cuidado e comprar uma fonte externa, ligando o som diretamente na tomada, pois como a instalação será isolada, não vai afetar a bateria e os demais componentes do veículo”, aconselhou George de Oliveira.


O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias