TURBO

Golf entra na onda do downsizing e agora tem motor 1.0

Modelo que sempre foi ligado a esportividade ganha versão com motor 1.0 turbo do up!

Editoria de Veículos
Editoria de Veículos
Publicado em 25/09/2016 às 8:51
Divulgação
FOTO: Divulgação
Leitura:

O Volkswagen Golf sempre foi associado com esportividade. Mas os tempos são outros e o downsizing - tendência de redução no tamanho dos motores - também chegou ao hatch de origem alemã fabricado no Brasil. A montadora apresentou o Golf com motor 1.0, como alternativa moderna e econômica. Disponível na versão Comfortline, o esportivo com motor mil estará à venda a partir de novembro. O preço é de R$ 74.990.

Calma, o carro não perdeu em desempenho e ganhou muito em economia de combustível. Isso porque o propulsor é o mesmo que equipa o up! turbinado. Mas os engenheiros da Volkswagen mexeram no pequeno 1.0 de três cilindros e o resultado foi um fôlego extra. Enquanto no up! 1.0 turbo a potência é de 105 cavalos, no Golf ele rende 125 cavalos. É mais forte que o motor 1.6 que também equipa outra versão do Golf. Também diferente do up!, o câmbio do Golf 1.0 é manual de seis marchas (o up! tem cinco marchas) e não há, por enquanto, opção de câmbio automático para esta configuração do Golf.

GOLF

Os números de desempenho e consumo de combustível do Golf Comfortline TSI, divulgados pela Volkswagen, comprovam que o carro não perdeu rendimento. Ele acelera de 0 a 100 km/h em 9,7 segundos e atinge a velocidade máxima de 194 km/h, quando abastecido com etanol. Em termos de eficiência energética, o Golf 1.0 turbo tem classificação “A” no Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). Com gasolina, ele percorre 11,9 km/l na cidade e 14,3 km/l na estrada. Com etanol, são 8,4 km/l na cidade e 10,1 km/l na estrada.

O Golf 1.0 traz como equipamento de série direção elétrica (o volante é revestido de couro), ar-condicionado, vidros dianteiros e traseiros com acionamento elétrico e função “um toque”, e rodas de liga leve de 16 polegadas. O carro ainda vem com sensores de estacionamento na dianteira e na traseira e retrovisores externos com ajuste elétrico, aquecíveis, com luz de seta integrada e função “tilt down” - que faz o espelho externo do lado direito focar o chão sempre que é engatada a marcha à ré. O Golf traz de série o multimídia que permite que a tela do celular seja “espelhada” na tela central do sistema. Os freios são a disco nas quatro rodas e o controle de tração e controle eletrônico de estabilidade também são de série.

As versões do Golf equipadas com motores 1.6, 1.4 turbo e 2.0 continuam sendo oferecidas. Com a chegada do Golf Comfortline TSI, a Volkswagen quer se consagrar no Brasil como a fabricante com a maior oferta de veículos equipados com motores turbo no País. São três configurações de motores – 1.0 TSI, 1.4 TSI e 2.0 TSI – que equipam oito linhas de produto: up!, Golf, Golf Variant, Fusca, Jetta, Passat, CC e Tiguan. A potência varia de 105 cv a 220 cv.

Junto com o novo Golf 1.0 turbo, a Volkswagen anunciou as novidades para as linhas Tiguan e Golf Variant 2017. Ambos contam agora com a mesma motorização nas versões de entrada e, no caso da perua, a mecânica adotou tecnologias menos sofisticadas. O SUV da Volkswagen também ganhou uma nova versão de entrada com foco no custo-benefício: o novo Tiguan 1.4 TSI é equipado com motor 1.4 turbo de 150 cavalos, tração 4x2, câmbio automático de seis marchas e preço a partir de R$ 125.990. De acordo com o fabricante, o novo Tiguan ficou 84 quilos mais leve em relação à versão 2.0, que continua sendo oferecida com preços a partir de R$ 149.990.

Divulgação
Golf 1.0 turbo só é identificado pelo pequeno adesivo TSI na tampa traseira - Divulgação
Divulgação
Golf 1.0 vem com central multimídia que permite espelhamento de celular - Divulgação
Divulgação
Golf Variant ganhou motor 1.4 turbo mas perdeu suspensão multlink e câmbio de dupla embreagem - Divulgação
Divulgação
Tiguan também ganhou versão com motor 1.4 turbo - Divulgação

Já o Golf Variant, também recebeu o motor 1.4 turbo de 150 cavalos, mas, a exemplo do que aconteceu com o Golf quando foi nacionalizado, a Variant perdeu a suspensão multlinks (mais sofisticada) e o câmbio automático de dupla embreagem por sistemas mais simples. A Golf Variant, assim como o Tiguan, continuam sendo importados do México. Os preços para as versões da perua do Golf vão de R$ 101.880, na versão Comfortline, até R$ 113.290, na configuração Highline.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias