Cena Política

João Campos e Paulo Câmara ainda não visitaram as palafitas no local do incêndio? Vão ainda ou basta mandar dinheiro?

Em dezembro de 2021, Bolsonaro foi muito criticado por não pisar na Bahia e seguir de férias enquanto o estado enfrentava a tragédia das chuvas. E no Recife?

Igor Maciel
Cadastrado por
Igor Maciel
Publicado em 10/05/2022 às 11:59
BRUNO CAMPOS / JC IMAGEM
Palafitas Pina Incêndio - 09.05.2022 (Segunda-feira) - FOTO: BRUNO CAMPOS / JC IMAGEM
Leitura:

Quando enchentes castigaram a Bahia, no fim do ano passado, muito se discutiu sobre a importância de gestores públicos estarem presentes, vendo o problema de perto para poder atuar. Bolsonaro (PL) foi muito criticado, com absoluta razão, por seguir com suas férias enquanto a população baiana sofria.

Ele mandou dinheiro e, para ele, era suficiente. Errou e errou muito.

Boa parte da esquerda fez coro nessas reclamações, principalmente PT, PDT e PSB.

Por isso, é de estranhar que de sexta-feira (6) pra cá, quando várias famílias perderam suas casas e quase morreram queimadas num incêndio no Recife, nem o prefeito e nem o governador tenham feito qualquer tipo de visita ao local.

BRUNO CAMPOS / JC IMAGEM
Palafitas Pina Incêndio - 09.05.2022 (Segunda-feira) - BRUNO CAMPOS / JC IMAGEM

- Incêndio nas palafitas do Pina: Recife só vai pagar auxílio a famílias cadastradas pelo município em 2021

A velocidade com que a prefeitura trabalha, a da Rede Social, tende a ser tão ágil quanto superficial, serve de aparência como uma postagem no Instagram. Mas nem isso foi feito.

Ofereceram ajuda de R$ 1,5 mil por mês para cada família, pelas redes sociais, mas ninguém pisou lá.

BRUNO CAMPOS / JC IMAGEM
Palafitas Pina Incêndio - 09.05.2022 (Segunda-feira) - BRUNO CAMPOS / JC IMAGEM

E olha que não é um lugar de difícil acesso não. Basta ir em Boa Viagem e, no caminho, dar uma paradinha. Fica ao lado esquerdo no sentido zona sul, se não souberem o endereço.

- Incêndio no Pina: moradores desabrigados fazem protesto na Prefeitura do Recife

Vale avisar que, mesmo antes do fogo, eles já viviam ali, caso ninguém tivesse visto antes.

O Brasil é um país de miséria poética disfarçada como "protesto". Tem que ache quase bonito viver na beira do rio, numa palafita. Há quem faça política explorando isso.

O problema é quando tem pisar na lama, sentir o cheiro e ouvir reclamação de moradores.

Precisam-se de gestores que estejam dispostos a isso. Tem um manual bem simples sobre como fazer isso.

Chama-se: Constituição Federal.

Comentários

Últimas notícias