OPINIÃO

Ministros apontam que Paulo Guedes tem reações preconceituosas contra políticos, sobretudo os nordestinos

Paulo Guedes enfrenta um claro isolamento no governo, agravado pelo recente aumento do IOF, contra as ponderações de outros ministros. Leia os destaques de Cláudio Humberto

Cláudio Humberto
Cláudio Humberto
Publicado em 27/09/2021 às 6:58
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
O ministro da Economia, Paulo Guedes - FOTO: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Leitura:

Reclamações de Guedes

Ministros das áreas política e social se rebelam contra o ministro Paulo Guedes (Economia), queixando-se de falta de diálogo e até de alegadas reações preconceituosas contra políticos, sobretudo quando nordestinos. Como não são ouvidos sobre decisões que afetam suas pastas, eles resolveram enfrentar Guedes na sua seara, daí o estudo técnico em que mostram não ser necessário o recente aumento da alíquota do IOF. Paulo Guedes enfrenta um claro isolamento no governo, agravado pelo recente aumento do IOF, contra as ponderações de outros ministros. A reação de Guedes à iniciativa dos ministros foi ameaçar sua versão de CPMF. Ele vazou que estuda aumentar ainda mais o IOF, para 0,1%. O ministro da Economia parece ter adorado a facilidade de aumentar a alíquota do IOF por decreto, sem precisar passar pelo Congresso. Quando contestado em reuniões ampliadas, Guedes sempre ameaça pedir o boné, numa estratégia que o desgasta junto a Bolsonaro.

Brasil deve passar o Reino Unido

O Brasil encerrou a semana com mais de 70% da população vacinada contra covid com ao menos uma dose e, graças à média diária de cerca de 1,5 milhão de doses, deve passar nos próximos dias o Reino Unido. Primeiro país do ocidente a dar início à imunização, os britânicos contam com cerca de 72% da população vacinada, mas avança bem devagar, ao contrário do Brasil, que tem décadas de campanhas vacinais de sucesso. Para entender o ritmo brasileiro de vacinação, iniciamos setembro com 63,7% e subimos para 70%, enquanto britânicos foram de 70,5% a 72%. Depois de ultrapassar o Reino Unido, União Europeia e EUA, o próximo "alvo" brasileiro é o Canadá, que tem hoje 76% da população vacinada. O Brasil é o 3º na proporção de vacinados na América do Sul, atrás, por enquanto, de Uruguai e Chile, que têm 78% e 77,5%, respectivamente.

Raro elogio

O conselho de diretores do FMI elogiou as autoridades brasileiras pela "resposta política" à pandemia, reduzindo expressivamente "a severidade da recessão e amorteceu o impacto nos pobres e vulneráveis".

Comparação

Prosperando a união PSL/DEM, sua bancada terá 82 deputados na Câmara. Desde a Constituição de 1988, a maior bancada do DEM (então PFL), foi em 1998, com 105. No primeiro governo Lula, o PT cravou 91.

É documento

Atualmente há apenas um bloco partidário na Câmara, reunindo Pros, PSC e PTB. O bloco é composto por 31 deputados federais, sendo a décima maior bancada. O DEM (ex-PFL), com 28 deputados, é a 11ª.

Cem milhões

Com mais 4,5 milhões de doses de AstraZeneca entregues ao Ministério da Saúde na semana passada, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) superou a marca de 100 milhões de vacinas para a campanha.

Popular sou eu

Os dois senadores da Rede de Marina Silva, partido de um só deputado federal, Randolfe Rodrigues (AP) e Fabiano Contarato (ES), votaram a favor da PEC que dificulta a participação popular em projetos de lei.

Importante

Associação de empresas de telecomunicações comemorou a aprovação do leilão do 5G. Para a Conexis, isso "representa um passo importante para fortalecer o papel do Brasil no mapa global da economia digital".

Frase

"A razão pela qual este STF se apresenta como exemplo vivo de que a democracia deriva do dissenso institucionalizado" - Presidente do Supremo, Luiz Fux, sobre o 'relacionamento institucional frutífero' dos ministros.

Comentários

Últimas notícias