OPINIÃO

Doria é aconselhado a esquecer Bolsonaro e abrir fogo contra Lula

A avaliação é que seus eleitores não veem vantagem dessa atitude. Leia os destaques de Cláudio Humberto

Cláudio Humberto
Cláudio Humberto
Publicado em 11/10/2021 às 6:36
Notícia
Foto: Agência Brasil
As provocações, no entanto, só têm ajudado o petista - FOTO: Foto: Agência Brasil
Leitura:

Petista poupado

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), tem sido aconselhado a esquecer um pouco Jair Bolsonaro e abrir fogo contra Lula, do PT. A avaliação é que seus eleitores não veem vantagem dessa atitude, como indicam as pesquisas, e que ataques ao presidente só ajudam o petista.

Petrobras responde a Lira

O aumento cavalar de 7,2% da Petrobras, anunciado sexta (8) nos preços da gasolina e do gás de cozinha, foi recebido pela base de apoio ao governo Bolsonaro como "resposta" dos tecnocratas que controlam as decisões da estatal ao presidente da Câmara dos Deputados. É que Arthur Lira (PP-AL) prometera a redução imediata de 8% no preço da gasolina ao consumidor, com a aprovação do projeto que prevê aumentos baseados na média dos reajustes dos últimos dois anos. Chamou a atenção o percentual excessivo de 7,2%, bem próximo dos 8% mencionados por Arthur Lira na semana passada. Lira criticou, dias atrás, o debochado diretor-executivo da Petrobras, que ameaçou os brasileiros de "pensar com carinho" em mais aumentos. Como tentou mostrar em sua coletiva que manda nas decisões da Petrobras, o diretor debochado teria decidido afrontar Arthur Lira. Lira irritou os tecnocratas ao afirmar que diretores da Petrobras são bem pagos para encontrar soluções que reduzam o peso sobre os brasileiros.

Passando a conta da pandemia

As companhias aéreas, nacionais e internacionais, atuando no Brasil estão explorando consumidores livremente para recuperarem o prejuízo da pandemia, sem serem incomodadas pela Anac, que deveria regular o setor. Depois de garantirem medida provisória para não precisar devolver o dinheiro de quem teve os voos cancelados, transformaram em crédito, embutiram multas e taxas para inviabilizar o uso do crédito. Na KLM, voo Paris-SP custa R$ 5,7 mil. Usando o crédito, o cliente pagaria R$ 6,1 mil. Segundo a KLM, o crédito de R$ 1,4 mil que o cliente tem direito é inferior à multa. Ao optar pelo reembolso, o cliente só receberá 30% do valor. A legislação prevê emissão sem multas e taxas apenas se tiver origem e destino iguais à cancelada. Como se o compromisso fosse o mesmo. A KLM é a mesma companhia que em conjunto com a Air France, passou a cobrar taxa extra se o cliente optar por usar o cartão de crédito.

 

 

Insta famous

No Instagram, a rede social mais utilizada por formadores de opinião, Jair Bolsonaro tem quase 19 milhões de seguidores. Mais que o dobro da soma dos os rivais em 2022 (Lula, João Doria, Ciro, Sergio Moro etc.).

Mais pobres

Apesar de quase 6,5 bilhões de doses de vacinas já terem sido aplicadas em todo o mundo, apenas 2,4% das populações de países de baixa renda receberam um imunizante contra a covid, diz o Our World in Data.

Segurança

Estudo de segurança realizado pela gigante Microsoft em todo o planeta identificou que 58% dos ataques cibernéticos no último ano têm origem na Rússia. Coreia do Norte (23%), Irã (11%) e China (8%) fecham a lista.

O que importa

Eduardo Bolsonaro disse que não há "distribuição 'grátis'" de absorvente e o Congresso estava "ciente de sua ilegalidade" por não prever fonte de custeio para a despesa. "Só serve para construir narrativa", disse.

Frase

"Não há conflito de interesses nenhum" - Ministro Paulo Guedes (Economia) sobre sua conta offshore nas Ilhas Virgens.

 

Comentários

Últimas notícias