COLUNA ENEM E EDUCAÇÃO

Prefeitura do Recife deve anunciar, nos próximos dias, calendário de retorno das aulas presenciais na rede municipal

Escolas estão fechadas para os estudantes desde março de 2020 por causa da pandemia de covid-19. Rede municipal tem 92 mil alunos

Margarida Azevedo
Margarida Azevedo
Publicado em 05/05/2021 às 19:52
Notícia
YACY RIBEIRO/JC IMAGEM
Aulas presenciais na rede municipal do Recife ainda não têm data para acontecerem - FOTO: YACY RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

A gestão municipal do Recife ainda não anunciou quando haverá o retorno das atividades presenciais nas escolas e creches mantidas pela prefeitura. Nesta quarta-feira (05) completam 10 dias da data que o governo estadual liberou a reabertura das unidades de ensino municipais (26 de abril), fechadas desde março de 2020 por causa da pandemia de covid-19. Segundo o secretário de Educação do Recife, Fred Amancio, a divulgação do cronograma de retomada das aulas presenciais nas escolas municipais da capital será feita "nos próximos dias".

A cidade é a única de Pernambuco que já começou a vacinar os trabalhadores da educação básica. Em seis dias - da última quinta-feira (29 de abril), quando teve início a imunização desse público, até esta terça-feira (04), 5.212 profissionais com idades de 40 a 59 anos que atuam nas escolas públicas e privadas do Recife já tinham tomado a primeira dose de Astrazeneca (a segunda acontece após 90 dias). Esse total representa 32,5% do universo estimado pela prefeitura para ver vacinado desse grupo, 16 mil pessoas.

Fred Amancio informa que o retorno das aulas presencias na rede municipal acontecerá por fases, começando pelas turmas do 9º ano do ensino fundamental. "Estamos com todo o planejamento pronto, com a proposta de volta por etapas desenhada e já apresentada ao prefeito João Campos. Cabe a ele e ao comitê que analisa os números da covid-19 decidirem pela liberação das aulas presenciais", explica o secretário de Educação.

Pernambuco é um dos Estados que apresentou aumento de casos de covid-19, segundo consórcio de imprensa que monitora a doença no Brasil. Até esta quarta-feira (05), são 414.929 pessoas infectadas e 14.333 mortes pelo novo coronavírus. Somente nesta quarta, segundo a Secretaria Estadual de Saúde, foram 2.143 novos casos e 54 óbitos. "Esse aumento de casos em Pernambuco é pontual pois alguns dias atrás estava em queda. No Recife está em queda. Mas não é só isso que interfere na decisão do retorno das aulas", observa Fred Amancio.

Ele disse que do ponto de vista estrutural, as escolas da rede municipal estão prontas para voltar a funcionar cumprindo o protocolo sanitário. Não foi feita uma pesquisa com as famílias dos estudantes para saber quem vai voltar para o ensino presencial, mas o secretário acredita que haverá uma boa adesão, baseado na experiência das redes privada e estadual.  A rede municipal da capital pernambucana tem 92 mil alunos, 5.400 docentes e 320 escolas e creches.

VACINAÇÃO

Fred Amancio destaca que para a prefeitura a vacinação dos trabalhadores da educação é uma ação importante para a retomada das aulas nas escolas, mas que isso nunca foi condição para esse retorno. "Nunca consideramos como condição, mas é claro que ter os profissionais da educação vacinados dá mais tranquilidade. Recife foi uma das cidades que mais brigou pela imunização desse público", ressalta.

De acordo com o secretário, até esta quarta-feira, 13.100 pessoas que atuam nas escolas do Recife já tinham agendado a vacinação contra a covid-19. "É um número extraordinário. Representa mais de 80% do público que estimamos", comenta Fred. Somente da rede municipal de Recife, a projeção é imunizar 6 mil profissionais.

Qualquer pessoa e não somente o professor, pode ser vacinado, desde que trabalhe em colégios públicos ou privados da educação básica da capital. Merendeiras, porteiros, pessoal administrativo, da limpeza ou de qualquer outro setor das escolas podem se cadastrar no portal da prefeitura para se vacinar.

 

Comentários

Últimas notícias