Formação de chapas

No Senado, André de Paula é visto como amortecedor contra eventual traição do PT a Danilo Cabral

PT continua querendo emplacar os deputados Carlos Veras ou Teresa Leitão, mas PSB já havia prometido a vaga ao PSD de André de Paula na eleição municipal

JAMILDO MELO
Cadastrado por
JAMILDO MELO
Publicado em 18/04/2022 às 13:04 | Atualizado em 18/04/2022 às 13:15
FOTO: THOMAS RAVELLY
Garanhuns fez encontro da Frente Popular e André de Paula apareceu o palanque - FOTO: FOTO: THOMAS RAVELLY
Leitura:

A novela para a definição da chapa da Frente Popular continua e não há definição à vista. Na semana passada, o que se ouvia era que estava tudo certo para o deputado federal André de Paula ser anunciado como o companheiro de chapa de Danilo Cabral, no Senado. O próprio deputado apostava na vaga, mbora tenha se mantido discreto em relação ao desfecho, em função da polêmica causada pelo PT, que em público insiste que a vaga é sua. No final, Lula deve arbitrar a pendenga.

Um dos sinais de que a situação estava resolvida era da gestão municipal. Caso tivesse rompido com os socialistas, era natural que a filha, secretária no Recife, com João Campos, entregasse o cargo, o que não aconteceu.

De acordo com aliados da Frente Popular, o PT não teria nome para indicar e vai acabar aceitando o nome de André de Paula, para ajudar Lula no cenário nacional. "Há ainda um outro fator para a escolha de André de Paula. Na vice, o PT pode pedir votos para a chapa de Danilo. No Senado, eles podem querer fazer uma campanha solo, ficaria mais fácil trair", explica um aliado.

De acordo com essas fontes, nos bastidores do primeiro evento de Danilo Cabral no Recife, ele teria chamado André de Paula de senador. 

DIVULGAÇÃO
EVENTO Danilo Cabral inaugura pré-campanha ao lado de João Campos, além de deputados e outras lideranças políticas do Estado - DIVULGAÇÃO

No meio da janela eleitoral, é fato que a campanha de Marília Arraes chegou a se aproximar e sugerir que André de Paula saísse pelo senado ao lado dela. No entanto, o Campo das Princesas trabalhou par fechar as portas para a investida. Neste trabalho de convencimento, garantiram esforços para que ele se eleja no PSD e com isto não saísse da chapa governistas. Desde então, apesar da tentativa do grupo de Marília Arraes, ele subiu no palanque de Danilo Cabral em Garanhuns no mês passado e tem estado ao lado das ações de Paulo Câmara e Danilo Cabral no chamado projeto Retomada.

Comentários

Últimas notícias