espionagem ilegal

Urgente: PF não apreende computador da Abin com Carlos Bolsonaro

Dados da operação da PF informou depois que encontrou um computador da Abin com um militar Jean Carlos, que trabalhava no órgão

Imagem do autor
Cadastrado por

Cynara Maíra

Publicado em 29/01/2024 às 10:08 | Atualizado em 30/01/2024 às 7:26
Notícia
X

Nesta segunda-feira (29), o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) foi alvo da Polícia Federal em operação sobre a suspeita de espionagem ilegal dentro da Agência de Inteligência Brasileira (Abin). Especulou-se que a PF encontrou um computador da Abin com o vereador filho de Jair Bolsonaro (PL). 

COMPUTADOR DA ABIN É APREENDIDO PELA PF com militar da Abin

De acordo com informações divulgadas no final da manha, Carlos Bolsonaro não estava com um computador da Abin que acabou sendo apreendido. Esse material, na verdade, foi encontrado com um policial, cuja mulher trabalha na Abin.

Após a busca e apreensão, o blog da Daniela Lima no G1, informou que a PF teria indicado que encontrou um computador da Abin com Carlos Bolsonaro, que não tem vínculo com o órgão e está junto do ex-presidente Jair Bolsonaro em Angra dos Reis (RJ). A PF não apresentou nota formal sobre a suposta apreensão.  

Existe suspeita de que a Abin dirigida pelo atual deputado Alexandre Ramagem (PL-RJ) foi instrumentalizada em uma ala chamada de "Abin paralela" para conseguir informações sem autorização judicial de interesse ao ex-presidente Jair Bolsonaro. 

Essas especulações dão conta que Carlos Bolsonaro teria recebido informações desse monitoramento ilegal através de seus assessores. A fase desta segunda realizou 9 mandados de busca e apreensão. 

Carlos Bolsonaro está com o pai em Angra dos Reis, neste domingo (28) pai e filho realizaram uma live em suas redes sociais. É indicado pela matéria de Daniela Lima que Bolsonaro e Carlos deixaram a casa em Angra quando a PF chegou no local. 

  • Quer ficar informado sobre política, eleições e tudo que envolve o jogo do poder? Clique aqui para se inscrever no nosso canal do WhatsApp.

PF investiga possível monitoramento ilegal de autoridades pela ABIN

Tags

Autor