Cenário econômico em Pernambuco, no Brasil e no Mundo, por Fernando Castilho

JC Negócios

Por Fernando Castilho
castilho@jc.com.br

Informação e análise econômica, negócios e mercados

Coluna JC Negócios

Saiba quanto e com o que Pernambuco gastou com a pandemia da covid-19

Despesas com pessoal, Organizações Sociais, Vale Alimentação e materiais somam a maior parte das despesas do Estado com a covid-19

Fernando Castilho
Cadastrado por
Fernando Castilho
Publicado em 22/04/2021 às 10:40 | Atualizado em 23/04/2021 às 7:25
TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
ESTE ANO Desde janeiro, governo já gastou R$ 661 milhões. Recursos vieram de convênios ou do tesouro estadual - FOTO: TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Leitura:

Atualizada às 21h09

Em pouco mais de um ano, o Governo de Pernambuco já gastou perto de R$ 1,5 bilhão com as despesas da covid-19, segundo dados do Portal da Transparência, que mede as despesas de março do ano passado até este mês de abril. Nesse período, ocorreram 5.529 contratações de profissionais de saúde. Apenas com recursos que vieram da União, foram gastos R$ 982 milhões em 2020.

No ano passado, o Estado aumentou suas despesas com saúde em R$ 1,3 bilhão, e reduziu os gastos nas demais funções em R$ 242,6 milhões. Este ano, entretanto, não há registro de transferência federal específica para a covid-19, embora Pernambuco indique que recebeu recursos de convênios.

Segundo o Portal da Transparência, no ano passado, Pernambuco gastou R$ 982,3 milhões de recursos recebidos da União.

Quando se observam as maiores despesas, pode-se saber que os serviços de saúde contratados a terceiros (Organizações Sociais) chegaram a R$ 370,6 milhões, representando 37,7% dessa despesa.

Os serviços de saúde feitos diretamente (Gestão Estadual) somaram R$ 247,3 milhões, representando 25,2% do total, e as despesas com a construção, ampliação e equipagem de unidades de saúde chegaram a R$ 108,4 milhões, responsáveis por 11,0% do total.

As demais despesas foram com o Cartão de Alimentação Escolar - para alunos da rede pública de ensino - (somaram R$ 81,7 milhões); Auxílio Financeiro para Cultura (Lei Federal Nº 14.017/2020), R$ 68,0 milhões; Transferências a municípios, R$ 34,4 milhões; Publicidade, R$ 22,1 milhões; e Concessão de Cestas Básicas para Famílias em Situação de Vulnerabilidade, com R$ 13,5 milhões.

Ocorreram ainda despesas com gastos com Logística de Importação de Equipamentos e Insumos Médicos, R$ 11,8 milhões; Equipagem da rede escolar com materiais de proteção (cubas, pias e EPIs), R$ 8,5 milhões; Policiamento, R$ 4,4 milhões; Ações de Apoio à População em Situação de Rua e Pessoas que Usam Drogas, R$ 2,4 milhões; e outras despesas menores, que somaram R$ 9,2 milhões, chegando-se ao total de R$ 982,3 milhões.

ARTE/JC
. - ARTE/JC

Quando se observa o valor de R$ 1,3 bilhão gasto no ano passado, podemos ver que R$ 220 milhões foram para pagar pessoal, R$ 80,7 milhões para pagar a compra de alimentação pagos a empresa de cartões de refeição Alelo S.A. e mais R$ 134 milhões pagos ao IMIP em dois contratos de prestação de serviços. Há ainda R$ 46,6 milhões pagos à empresa Global Internacional Group LLC, que cuidou das importações de insumos para o Estado.

Este ano, em quatro meses (o Portal da Transparência atualiza os dados diariamente), pode-se observar que as despesas já chegaram a R$ 661 milhões empenhados, dos quais R$ 327 milhões pagos.

As maiores despesas foram para os dois contratos com o IMIP, no total de R$ 47,9 milhões, e mais R$ 26,4 milhões em dois contratos ao Hospital Tricentenário.

Um detalhe importante é que, em 2021, não há valores decorrentes que foram custeados com o auxílio financeiro da União instituído pelo Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus SARS-CoV-2 (Covid-19). Ou seja, o dinheiro até agora vem de convênios ou do Tesouro do Estado, com R$ 132 milhões da administração direta do Estado.

LEIA MAIS

Ajuda federal de R$ 3, 24 bilhões salva Pernambuco de caos financeiro provocado pela covid-19

Livre dos reajustes a servidor público, Paulo Câmara turbina 13º do Bolsa Família no Estado

Medo da covid-19 faz um milhão de pessoas voltarem a planos de saúde

Comentários

Últimas notícias