COLUNA MEU PET

Pets viram importantes companheiros na quarentena do coronavírus

Procura por criação de animais de estimação cresceu bastante no mundo inteiro, mas é preciso cuidados com eles durante o confinamento

Priscila Miranda
Priscila Miranda
Publicado em 03/04/2020 às 12:46
Notícia
Cortesia
Publicitário Thiago Diniz adotou um cachorro pouco dias antes do início da quarentena do novo coronavírus no Recife - FOTO: Cortesia
Leitura:

Em meio à pandemia do novo coronavírus, momento em que muitas pessoas estão confinadas em casa para evitar a propagação da covid-19, a companhia de um animal de estimação pode ser bastante benéfica. Os pets ajudam a diminuir a solidão e a passar o tempo de quem está de quarentena.

No mundo inteiro, uma maior procura pela adoção de cães e gatos e outros pets está acontecendo neste período. Na Austrália, por exemplo, houve um aumento de adoções e lares temporários de 300%.

>> Leia também: Treinadora ensina a transformar objetos de casa em brinquedos para pets na quarentena do coronavírus

Entenda a diferença entre o coronavírus humano e os coronavírus em animais

Equipamentos usados por veterinários podem ajudar a tratar pessoas doentes com a covid-19

Vacinas para coronavírus canino não imunizam humanos para a covid-19

Já no Recife, o publicitário Thiago Diniz resolveu adotar um cachorro no início de março, sem saber que naquele mês começaria a determinação de quarentena feita pelas autoridades de saúde no Brasil.

Samuca, um schnauzer de 5 anos, chegou de uma outra família. Thiago conta que nunca tinha criado um cachorro, mas a nova experiência tem sido boa, após ter "treinado" como cuidar de um com o cão da irmã.

"O começo foi complicado porque ele era muito ligado à dona anterior. Ele é bastante ativo, mas, com o isolamento, as saídas diminuíram bastante. Quando volto pra casa, é banho, limpeza de patas e tudo mais que está sendo recomendado. A adaptação agora é maravilhosa. Um cachorro em casa é certeza de alegria", afirmou.

Cuidados devem ser redobrados

É preciso ter atenção pet dentro de casa. Brincadeiras e observação do animal podem ajudar bastante neste convívio mais próximo durante a quarentena. Confira algumas dicas:

Brincadeiras

O momento é de exercitar a criatividade. A veterinária Isabela Alcântara recomenda o uso de brinquedinhos voltados para os pets, mas é possível desenvolver atividades diferentes. “Pode-se adaptar uma garrafa pet, fazendo furinhos e colocando ração dentro. O animal vai levar um tempinho maior para se alimentar e vai estar se divertindo.”

No caso dos cães, a veterinária dá dicas de adestramento. "Outros comandos que você pode fazer é ensiná-lo a sentar, a dar a patinha e recompensá-lo com petiscos. Isso de acordo com o grau de conhecimento dele, se ele é um cão iniciante você vai brincando aos pouquinhos para ele ir tentando responder a esses estímulos", diz.

Passeios

Muitos animais têm o costume de fazer as necessidades fisiológicas fora de casa, no momento do passeio da rua. Com a pandemia do novo coronavírus, é importante estar atento ao local que vai ser feita a atividade para não correr riscos de contaminação. “A recomendação do Conselho Federal de Medicina Veterinária é que se realize passeios curtos, onde não tenham outros animais próximos, e que, quando retornarem à residência, façam a higienização das patas com sabonete, com água, o próprio xampu do pet”, alertou a médica veterinária.

Observação

Neste período de quarentena, a veterinária também alerta para a importância de se observar o comportamento do animal, o que pode prevenir o surgimento de doenças. "Aproveitar esse momento e observar a rotina do seu pet, conhecer melhor os hábitos, se ele apresenta alguma alteração que você normalmente não iria notar, quando você passa a sua rotina fora de casa. Então observe, acaricie, observe o seu animalzinho, e com isso você tem boas práticas", finaliza.

LEIA MAIS TEXTOS DA COLUNA MEU PET EM jc.com.br/meu-pet

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias