COLUNA MEU PET

Passeios podem impactar saúde mental de cães

Animais de estimação podem sofrer de problemas como ansiedade e depressão

Amanda Rainheri
Amanda Rainheri
Publicado em 16/11/2020 às 15:08
Notícia

Pixabay/ Reprodução
Caminhadas podem ser momentos prazerosos entre cães e seus tutores - FOTO: Pixabay/ Reprodução
Leitura:

Por Amanda Rainheri, da Coluna Meu Pet

Você sabia que, assim como os humanos, os pets podem desenvolver ansiedade e até mesmo depressão? Segundo especialistas, essas doenças podem ser provocadas por comportamentos ou atitudes dos tutores. Os sintomas são comuns em animais abandonados, que sofreram maus-tratos ou quadros de estresse pós-traumático. A boa notícia é que alguns hábitos podem ajudar a melhorar essa situação, como os passeios ao ar livre. 

>> Outubro Rosa Pet: saiba como identificar sinais de câncer de mama

>> ONG no Agreste de Pernambuco pede ajuda para cuidar de animais abandonados

Na correria do dia a dia, os tutores acabam não tendo tempo para seus cães, e os cachorros internalizam essa solidão. Para evitar que a saudade se torne um transtorno psicológico, os pais e mães de cachorro podem investir em uma alimentação mais adequada do pet, em terapias alternativas, além de manter a carteirinha de vacinação em dia e tornar os passeios um hábito cada vez mais recorrente. Uma caminhada pelo bairro ou em um parque ajuda a acalmar o pet e assim, situações como móveis arranhados e objetos mordidos podem ser menos frequentes. Além disso, o contato do animal de estimação com outros estímulos como sons e cheiros pode evitar o desenvolvimento de fobias, por exemplo.

Para o passeio, é recomendado escolher horários em que o sol não esteja forte. Para saber se a temperatura está agradável ao pet, os tutores podem utilizar a mão para checar se o chão não está quente demais. Além disso, o passeio pode fazer com que o pet sinta fome e sede. Para que a diversão da caminhada caminhada não termine antes da hora por conta da fome, é aconselhável levar água e ração.

Além da necessidade fisiológica, levar lanches para o animal é uma forma de fazê-lo associar o passeio com algo bom. "Uma das razões importantes de passear com cachorro é fortalecer a autoestima dele. Incentivar com pequenos petiscos faz com que ele se sinta confortável para repetir bons comportamentos apresentados durante o passeio", afirma a veterinária Thais Matos.

LEIA MAIS EM https://jc.ne10.uol.com.br/colunas/meu-pet

Seja um assinante JC.

Assine o JC com planos a partir de R$ 1,90 e tenha acesso ilimitado a todo o conteúdo do jc.com.br, à edição digital do JC Impresso e ao JC Clube, nosso clube de vantagens e descontos que conta com dezenas de parceiros.

Assine o JC

Comentários

Últimas notícias