Informações e dicas para cuidados do seu bicho de estimação, seja ele um gato, cachorro, pássaro ou peixe de aquário, além de dicas de alimentação, adestramento, saúde e outros serviços
Meu Pet

Fique por dentro das novidades do mundo pet e confira as melhores dicas para cuidado de gatos, cachorros e outros bichinhos de estimação

RÉVEILLON

Como acalmar cachorro com medo de fogos?

Saiba como acalmar o seu pet durante a queima de fogos do Ano Novo

Paloma Xavier
Cadastrado por
Paloma Xavier
Publicado em 31/12/2021 às 17:16 | Atualizado em 31/12/2021 às 18:32
CORTESIA
Luzes e o som dos fogos incomodam os pets - FOTO: CORTESIA
Leitura:

O Ano Novo é uma das maiores festividades do calendário mundial. Há champanhe, confraternização com pessoas que a gente ama e queima de fogos. Entretanto, a queima de fogos pode ser nem um pouco agradável para os pets, devido às luzes e aos sons altos emitidos.

Os pets têm medo de fogos no geral porque, ao ouvir o som alto, seus instintos de proteção entram em ação e eles tentam fugir de possíveis ameaças. É como se eles sentissem que algum desastre estivesse chegando, então precisam fugir para sobreviver.



A veterinária Thais Matos, da DogHero, explica que o cão associa o barulho intenso e pouco comum com a movimentação e a desordem que normalmente ocorrem nessas datas. A situação cria um quadro de fobia que pode, inclusive, resultar em um quadro sintomático de ansiedade, tremores, taquicardia, vocalização excessiva (chorar, ladrar e latir) e até mesmo óbito em casos extremos.

Os principais motivos para que os fogos de artifício sejam considerados o pesadelo dos pets são a audição apurada, cães escutam até 40.000 hertz e gatos escutam até 65.000Hz, conta Thais. Ou seja, o que é um pequeno barulho para nós, se torna um estrondo para os pets.

Os efeitos luminosos dos fogos de artifício podem, ainda, bagunçar a visão dos pets. As fortes luzes e brilhos fazem a visão do animal ficar bagunçada, o que piora ainda mais a situação. Algumas raças são mais propensas a serem medrosas por uma questão genética, como chihuahua, dálmata e galgo.

Confira algumas dicas para que a transição para o novo ano seja mais tranquila para você e para seus pets:


Dicas para acalmar cachorros

  1. Mantenha o animal num ambiente confortável e que não possa fugir (se ele quiser se esconder, não impeça)
  2. Não acorrentar o animal
  3. Crie distrações com atividades junto ao dono ou fornecer osso defumado pela casa
  4. Coloque músicas com som de natureza na televisão que sobreponha o barulho dos fogos
  5. Pedaços de algodão no ouvido dos animais
  6. Não aparentar estar assustado, nem deixar o pet sozinho

Dicas para acalmar gatos

  1. Mantenha o gato em um quarto com a luz apagada
  2. Certifique-se de que ele está com uma coleira de identificação para o caso de fuga
  3. Coloque músicas de relaxamento
  4. Crie espaços para que ele possa se esconder, como caixas de papelão
  5. Deixar potes de água e comida e a caixa de areia no quarto

Também é possível acostumar seu pet a lidar com a queima de fogos. Se o animal de estimação for filhote, o melhor é acostumá-lo desde cedo com situações como essa, para que em momentos como a queima de fogos de final de ano, ele não sinta um “choque” com tantos barulhos. As recomendações para acostumar um filhote são as mesmas para um pet adulto, porém, no caso dos adultos, leva mais tempo para o deixá-lo mais tranquilo com a situação - já que eles não estão acostumados.

Para acostumar o animal com sons altos, a estratégia recomendada é que o tutor deixe uma música ligada no ambiente que o pet está ou até mesmo sons de fogos de artifício, rojões, trovões, e ir aumentando aos poucos na medida que o bichinho for aceitando.

Para tornar o momento menos assustador e mais agradável, o ideal é que o tutor aja naturalmente, sempre com expressões positivas, oferecendo biscoitos e brincando com pet com seus brinquedinhos favoritos. Essa estratégia vale para o dia da queima de fogos também.

Comentários

Últimas notícias