MPPE discute retirada dos cobradores dos ônibus dia 17/4

Publicado em 07/04/2017 às 15:54
NE10
FOTO: NE10
Leitura:
  Foto: Diego Nigro/JC Imagem Foto: Diego Nigro/JC Imagem   Está marcada para o próximo dia 17 de abril, à tarde, a primeira reunião entre o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), o governo do Estado e os empresários de ônibus para discutir a retirada dos cobradores dos ônibus e, principalmente, a migração do pagamento da tarifa para o modelo eletrônico. A discussão foi provocada pelo promotor de Transportes do MPPE, Humberto Graça. Estarão presentes o Grande Recife Consórcio de Transportes (GRCT), a Secretaria das Cidades e a Urbana-PE. Já são 32 linhas de ônibus operando na Região Metropolitana do Recife sem o cobrador, sendo que 27 delas passaram pela mudança somente no mês de março. LEIA MAIS MPPE está de olho na retirada dos cobradores dos ônibus  Redução do valor da passagem para compensar retirada de cobradores dos ônibus. Que tal? Um olhar especial sobre as mulheres no transporte coletivo   “Vamos discutir a migração do modelo de bilhetagem, os ajustes necessários, a divulgação que vem sendo feita sobre a mudança e a necessidade de massificação dos pontos de aquisição e recarga do bilhete eletrônico. Queremos entender tudo que está sendo feito e melhorar o que for possível para beneficiar o usuário”, explica o promotor. A retirada dos cobradores e suas consequências são um assunto polêmico, alvos de muitas críticas não só da população, mas também dos rodoviários. A Promotoria de Transportes do MPPE já deixou claro não ser contrária à migração como conceito – entende que ela é inevitável e boa para a operação diária do sistema. “Mas, da forma como está sendo feita, não parece estar beneficiando o passageiro. Principalmente pela infraestrutura oferecida para acesso aos cartões e créditos eletrônicos. A população tem sido pega de surpresa”, pontua Humberto Graça.   Fotos: Sérgio Bernardo/JC Imagem Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem   PROCON O Procon de Pernambuco também planeja entrar no caso e programa para a próxima semana, ainda sem data certa, uma conversa com os mesmo atores envolvidos no processo. Mas, pelo menos por enquanto, o órgão não identificou nenhum desrespeito ao Código de Defesa do Consumidor. Os empresários de ônibus garantem estar trabalhando para ampliar a oferta de vendas de cartões e créditos eletrônicos aos passageiros. A estratégia não é mais apostar apenas na ampliação da rede de vendas física, ou seja, os pontos instalados em estabelecimentos comerciais do Grande Recife. Buscam o uso da tecnologia embarcada, ou seja, a compra do crédito no próprio ônibus. No fim de abril o sistema estará iniciando os testes com uma nova tecnologia embarcada, ou seja, que permitirá a compra de cartões e créditos dentro do coletivo. Já existe o APP Vem Ponto Certo e em poucos dias estará disponível a compra de créditos pelo APP CittaMobi. Além de discutir a migração para o pagamento eletrônico das tarifas, o MPPE também estará tratando de outros problemas do transporte do Grande Recife. Nesta segunda-feira (10/4), será debatido o impacto da violência e o vandalismo no sistema provocados pelas torcidas organizadas de futebol, com a participação da Secretaria de Defesa Social (SDS), Sindicato dos Rodoviários e representantes dos passageiros. Na quarta-feira, dia 12/4, será a vez dos problemas do sistema metroviário no Recife, com representantes da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). jc-cid0402_deolho02-web

Últimas notícias