Mais segurança na travessia de pedestres na Avenida Norte

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 19/12/2018 às 14:00
Leitura:
[caption id="attachment_12253" align="aligncenter" width="748"]"" Guarda-corpos começaram a ser instalados no corredor para guiar a travessia dos pedestres. Fotos: Felipe Ribeiro/JC Imagem[/caption]O polêmico canteiro central da Avenida Norte, um dos principais corredores de transporte do Recife, começou a ganhar novos equipamentos que, segundo a Prefeitura do Recife, vão oferecer mais segurança na travessia dos pedestres. São os chamados guarda-corpos, equipamentos instalados para disciplinar a travessia de pedestres em locais que oferecem riscos à segurança de quem caminha, como é o caso do corredor. Serão 14 equipamentos instalados até o início de janeiro, quando a gestão municipal garante concluir as obras da avenida.Segundo informações da Empresa de Limpeza e Manutenção Urbana do Recife (Emlurb), a Avenida Norte terá 30 travessias para pedestres e 14 delas terão os guarda-corpos. Os equipamentos são instalados com a finalidade tanto de bloquear quanto de canalizar deslocamentos, em locais como corredores de ônibus, esquinas com elevado número de pedestres ou com alto índice de ocorrência de acidentes com invasão do passeio público.LEIA MAISMais polêmica na Avenida NorteBye, bye gelos-baianos da Avenida NorteCalçadas são recuperadas na Avenida NorteOs pontos e o tipo de equipamento seguiram as determinações da CTTU (Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife). Foram instalados com o objetivo de proteger os pedestres em pontos de grande volume de pessoas para atravessar. Com eles, criamos uma proteção para essas pessoas e evidenciamos o que temos dito desde o começo: que a intervenção que promovemos na Avenida Norte tem como objetivo proteger os pedestres e melhorar o desempenho do transporte público, afirmou o secretário de Infraestrutura e Habitação do Recife, Roberto Gusmão.Os dois equipamentos instalados até agora estão na altura do bairro da Encruzilhada, na Zona Norte do Recife. Ontem, a maioria dos pedestres que atravessavam no trecho elogiaram a iniciativa. Ajuda muito. Dá proteção quando precisamos ficar esperando para concluir a travessia. Gostei, disse o motorista de aplicativo George Nunes, que estreou o equipamento ao lado do filho. Algumas pessoas criticaram a largura entre as duas grades que compõem o guarda-corpo, considerando-a estreita. Mas a prefeitura argumentou que a largura está correta e que permite a passagem de um cadeirante, por exemplo.
""
""
""
""
Segundo Roberto Gusmão, a instalação dos guarda-corpos explica alguns questionamentos feitos pela população e reproduzidos na imprensa em relação ao projeto. Um deles era o alargamento do canteiro central verificado nas proximidades dos cruzamentos, que para muitas pessoas confundem o motorista e o forçam a invadir a segunda faixa. Agora as pessoas vão entender a razão desse pequeno alargamento. Era exatamente para receber os guarda-corpos e criar uma área de proteção para os pedestres, afirmou Gusmão.A polêmica em relação ao projeto continua porque no entendimento de muita gente o número de travessias ainda é insuficiente. São poucas ainda e nos forçam a ultrapassar esse canteiro central que é alto, criticou o vendedor Cláudio Farias, que atravessa a Avenida Norte com frequência. Segundo a PCR, inicialmente o projeto teria apenas 19 travessias, mas após a reivindicação de moradores foram abertas mais 11, totalizando 30 passagens. O projeto da Avenida Norte pode não ser o ideal ou o melhor do mundo, mas com ele conseguimos três objetivos importantes: eliminar 3.400 gelos-baianos do corredor, instalar uma iluminação que atinge o passeio e, não, apenas a rua, e criar regras para a travessia dos pedestres, acostumados a atravessar onde bem queriam na via, destacou o secretário.O projeto do canteiro é idêntico ao executado no trecho de 1,5 quilômetro entre a Ponte do Limoeiro e a Agamenon Magalhães. O canteiro central recebeu 266 novos postes que totalizam 565 pontos de LED e sistema elétrico com 31,2 km de fiação embutida. Um investimento feito pela prefeitura de R$ 2,8 milhões. O Ilumina chegou a vias importantes do Recife, como as Avenidas Agamenon Magalhães, Caxangá, Dom Hélder, Domingos Ferreira, Professor José dos Anjos e Recife, além do Cais de Santa Rita e do Cais do Apolo.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias