Aumento das passagens de ônibus é votado nesta quinta

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 27/02/2019 às 21:00
Fotos: JC Imagem
FOTO: Fotos: JC Imagem
Leitura:
[caption id="attachment_12286" align="aligncenter" width="748"]"" Fotos: Diego Nigro/Acervo JC Imagem[/caption]O aumento das passagens dos ônibus que circulam na Região Metropolitana do Recife será votado nesta quinta-feira (28/2), às vésperas do Carnaval, durante reunião do Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM), colegiado que decide sobre toda e qualquer mudança no sistema de transporte. O aumento é certo, apesar de a reunião ter sido adiada duas vezes por decisões judiciais. O encontro acontece na sede da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, na Iputinga, Zona Oeste do Recife, a partir das 8h30. A expectativa é que seja aprovado um aumento de 7,07%, percentual defendido pelo governo de Pernambuco, via Grande Recife Consórcio de Transporte (GRCT), gestor do sistema de transporte.LEIA MAISUm conselho sem credibilidadeAumento das passagens de ônibus não poderá entrar em vigorSendo aprovado esse reajuste, o anel A (utilizado por 80% dos passageiros) passará de R$ 3,20 para R$ 3,45; o anel B de R$ 4,40 para R$ 4,70, e o anel G (pouco utilizado) de R$ 2,10 para R$ 2,25. Pela proposta do governo, o anel D seria extinto e as quatro linhas que hoje o utilizam passariam a integrar o anel A. Nos bastidores é praticamente certo que a proposta dos empresários de ônibus não deverá passar para felicidade dos 1,8 milhão de passageiros que utilizam o sistema diariamente. O setor, representado pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Pernambuco (Urbana-PE), defende uma majoração de 16,18% nas tarifas. Caso fosse aprovada, a passagem do anel A subiria para R$ 3,70, do anel B iria para R$ 5,10, o anel D (hoje de R$ 4,35) chegaria a R$ 4 e o anel G passaria para R$ 2,45.""A convocação da reunião do CSTM foi feita pelo presidente do colegiado e secretário de Desenvolvimento Urbano do Estado, Marcelo Bruto. Na pauta, o reequilíbrio econômico-financeiro do Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife (STPP), como os gestores costumam chamar os aumentos das passagens. A posse dos conselheiros que não compareceram à reunião do dia 25 de janeiro, a divulgação das reuniões ordinárias do CSTM e a análise da proposta apresentada pelos representantes da sociedade civil solicitando a redução do valor da tarifa para R$ 2.90 também estão na previsão de pauta.""JUSTIÇANão se sabe ainda, entretanto, se o aumento das passagens caso seja aprovado poderá entrar em vigor na data escolhida pelo governo do Estado ou se dependerá de uma decisão judicial, já que uma ação civil pública corre na Justiça, impetrada pela Articulação Recife Pelo Transporte em janeiro. A ação estava na 4ª Vara da Fazenda Pública da Capital, sob análise do juiz Djalma Andrelino, mas o governo do Estado solicitou que fosse transferida para a 6ª Vara da Fazenda da Capital, que tem o magistrado Paulo Onofre à frente e onde já corre uma outra ação relacionada a outros reajustes tarifários.LEIA TAMBÉMNovo pedido de liminar é protocolado contra o aumento das passagensPedido de liminar é protocolado contra o aumento das passagens de ônibusA reportagem tentou, por dois dias, conversar com o juiz Paulo Onofre, mas não conseguiu. O objetivo era questionar se o aumento poderá entrar em vigor, já que foi suspenso pelo titular da 4ª Vara. Pela assessoria de imprensa, o juiz Paulo Onofre disse que não anteciparia qualquer decisão porque está analisando o processo e que a imprensa teria acesso às informações a partir do momento em que a sentença for publicada no processo. Sendo assim, a dúvida permanece no ar.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias