COLUNA MOBILIDADE

Revólver, que foi usado para matar motorista e ferir passageiro, é principal prova da tentativa de assalto a ônibus no Grande Recife

Os dois suspeitos já tinham passagem pela polícia. Um por tráfico de drogas e outro por violência doméstica. Mas, segundo a Polícia Civil, nenhum deles havia sido preso por assalto a ônibus

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 09/06/2021 às 12:35
Notícia
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Os assaltos a ônibus têm aumentado no Estado e, principalmente, na Região Metropolitana do Recife, em 2021 - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Um revólver calibre 38 é a principal prova da Polícia Civil para identificar e responsabilizar os dois homens suspeitos de matar um motorista de ônibus e deixar gravemente ferido um passageiro durante tentativa de assalto na noite de segunda-feira (7/6), em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. Os detalhes da prisão dos dois suspeitos pelos crimes de latrocínio e tentativa de latrocínio (roubo seguido de morte) foram apresentados pelos policiais na manhã desta quarta-feira (9/6).

Os assaltos a ônibus têm aumentado no Estado e, principalmente, na Região Metropolitana do Recife, em 2021

Tentativa de assalto a ônibus que deixou motorista morto e passageiro ferido é alerta para a Segurança Pública de Pernambuco

A prisão dos dois homens, identificados pela Polícia Civil apenas pelos vulgos de “Vanvan” e “Bolofi” - a polícia justifica que devido à lei de abuso de autoridade não pode divulgar os nomes dos envolvidos -, teria acontecido no dia seguinte ao crime e realizada pela equipe da 11ª DPH de Jaboatão dos Guararapes. Os suspeitos foram presos e autuados em flagrante e seguem no aguardo do resultado da audiência de custódia telepresencial na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). no Cordeiro, Zona Oeste do Recife.

PAULO DANIEL / JC IMAGEM
Soldado do Exército baleado com dois tiros na tentativa de assalto segue em estado grave na UTI do HR. Motorista que estava no veículo voltando para casa morreu na hora - PAULO DANIEL / JC IMAGEM

Os dois já tinham passagem pela polícia. Um por tráfico de drogas e outro por violência doméstica. Mas, segundo a Polícia Civil, nenhum deles havia sido preso por assalto a ônibus. “Caso a segunda vítima, que está em estado grave, venha a falecer, a acusação contra os dois presos ficará ainda mais grave. Os dois confessaram o crime”, afirmou o delegado Vitor Hugo Rodon, titular da DP da Muribeca. O disparo contra as vítimas teria sido feito pelo suspeito identificado como “Bolofi”.

ENTENDA O CRIME

Os dois homens foram presos suspeitos de participar de uma tentativa de assalto a ônibus que resultou na morte do motorista de ônibus Gilberto Joaquim de Santana, 42 anos, e em ferimentos graves no soldado do Exército Gilberto Joaquim de Santana, que segue internado em estado grave no Hospital da Restauração, no Derby, área central do Recife. O crime aconteceu na Estrada da Muribeca, a PE-17, em Jaboatão dos Guararapes.

De acordo com informações repassadas pela polícia, dois suspeitos armados se passaram por passageiros antes de anunciar o assalto. O soldado teria reagido e segurado o braço de um dos homens, que ainda assim conseguiu efetuar três disparos de arma de fogo. Dois tiros atingiram o militar, sendo um deles na cabeça. O terceiro atingiu o motorista Gilberto Joaquim de Santana, que havia largado do trabalho e estava voltando para casa. O motorista morreu na hora.

POLÍCIA CIVIL/DIVULGAÇÃO
Arma que teria sido usada na tentativa de assalto na Muribeca, em Jaboatão, e deixou um motorista morto e um passageiro ferido - POLÍCIA CIVIL/DIVULGAÇÃO

Soldado do Exército segue em estado grave na UTI do HR

É grave o estado de saúde do soldado do Exército baleado durante a tentativa de assalto a ônibus. Após ser ferido, o homem foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Lagoa Encantada, no Ibura, Zona Sul do Recife, e transferido para o HR.

Comentários

Últimas notícias