No Recife, policial é investigado por esconder drogas em lixeiras de presídio

Publicado em 27/10/2016 às 7:30
Droga entregue pelo policial abastecia presídio no Complexo do Curado. Foto: JC Imagem/Arquivo
FOTO: Droga entregue pelo policial abastecia presídio no Complexo do Curado. Foto: JC Imagem/Arquivo
Leitura:
Droga entregue pelo policial abastecia presídio no Complexo do Curado. Foto: JC Imagem/Arquivo Droga entregue pelo policial abastecia presídio no Complexo do Curado. Foto: JC Imagem/Arquivo O Comando Geral da Polícia Militar de Pernambuco instaurou um conselho de disciplina para investigar um sargento que estaria trazendo drogas para uma das unidades prisionais do Estado. O detalhe é que o policial supostamente obrigava um detento a esconder os entorpecentes em sacolas plásticas e colocá-las próximas às lixeiras para que outro preso tivesse acesso ao material ilícito. Para a Polícia Militar, o esquema vem ocorrendo há muito tempo. A prática irregular acontecia dentro do Presídio Juiz Antônio Luiz Lins de Barros, uma das três unidades que formam o Complexo Prisional do Curado (antigo Aníbal Bruno), no bairro do Sancho, na Zona Oeste do Recife. O sargento da PM, cujo nome será preservado, foi denunciado em maio deste ano. No entanto, somente nesta quarta-feira (26), foi instaurado o conselho de disciplina. Policial punido após tentar entrar em festa sem pagar ingresso PM punido após exigir dinheiro e favores sexuais à mulher de motorista bêbado A denúncia afirma que o sargento chegou ao presídio em 20 de maio, por volta das 7h. Ao entrar, ele teria entregue a droga a um dos detentos e repassado várias instruções: "(...) solicitando que aquele detento colocasse a substância ilícita na sacola de lixo, deixasse a mesma no local das lixeiras daquela unidade prisional para que outro reeducando conhecido por 'Gleibson', tivesse acesso aquela substância ilícita", informou relato assinado pelo comandante geral da PM, coronel Carlos Alberto D'Albuquerque. Ao final das investigações, o sargento pode ser punido até com a expulsão da corporação. LEIA MAIS SDS afasta policiais militares suspeitos de assaltar taxistas SDS faz "faxina" e exclui dez policiais militares da corporação Delegada punida após furar pneus de viatura policial

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias