Agente penitenciária investigada por vender roupas em presídio de Abreu e Lima

Publicado em 14/02/2020 às 7:30
Na Colônia Penal Feminina de Abreu e Lima, havia um comércio de roupas. Foto: Guga Matos/JC Imagem
FOTO: Na Colônia Penal Feminina de Abreu e Lima, havia um comércio de roupas. Foto: Guga Matos/JC Imagem
Leitura:
Na Colônia Penal Feminina de Abreu e Lima, havia um comércio de roupas. Foto: Guga Matos/JC Imagem Uma agente penitenciária está sendo investigada por vender roupas para detentas da Colônia Penal Feminina de Abreu e Lima. O processo administrativo está sendo conduzido pela Corregedoria da Secretaria de Defesa Social. A denúncia foi repassada por detentas no ano passado. As investigações preliminares foram realizadas pela Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), que encontraram indícios de infração e decidiram dar prosseguimento ao caso. Por se tratar de uma investigação sigilosa, detalhes da denúncia ainda não serão divulgadas. Também não há prazo para conclusão do processo administrativo. Se comprovada a irregularidade, a agente penitenciária pode, inclusive, ser punida com a demissão. LEIA TAMBÉM Ex-delegado, condenado por corrupção, é réu em novo processo Kombeiro do Caso Serrambi será julgado por outro crime  

Últimas notícias