Segurança

Polícia Civil de Pernambuco anuncia mudança de gestores

Em meio ao aumento da violência contra a mulher e também de casos de corrupção sob investigação, gestores dos departamentos de polícia são substituídos

Raphael Guerra
Raphael Guerra
Publicado em 24/02/2021 às 17:28
Notícia

Bobby Fabisak/JC Imagem
Delegada Sylvana Lellis deixa o Departamento de de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco) - FOTO: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Em meio ao aumento da violência contra a mulher e também de casos de corrupção sob investigação, a Polícia Civil de Pernambuco anunciou mudanças de gestores nesta quarta-feira (24). A delegada Sylvana Lellis deixa a titularidade da Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco). E será a nova gestora do Departamento de Polícia da Mulher. No lugar dela, assume o delegado Guilherme Caraciolo, que, no passado, já foi gestor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Sylvana Lellis era gestora do Dracco desde a criação, em novembro de 2018 - em meio à polêmica envolvendo a extinção da Delegacia de Crimes Contra a Administração e Serviços Públicos (Decasp). A saída de Sylvana foi confirmada em primeira mão pelo Blog do Jamildo

"Sylvana Lellis, irá assumir importante missão na gerência do Departamento de Polícia da Mulher, que possui onze delegacias especializadas no atendimento à mulher e é responsável por importantes ações para a prevenção e combate à violência contra a mulher, além da atuação como Polícia Judiciária na coordenação da investigação de crimes que têm as mulheres como vítimas. Delegada com experiência na investigação e elucidação de homicídios, ela será uma importante colaboradora na prevenção e repressão aos CVLIs (Crimes Violentos Letais Intencionais) de mulheres e combate aos feminicídios em Pernambuco", informou, em nota, a Polícia Civil.

Em janeiro de 2021, houve aumento de 19% no número de mulheres assassinadas. Foram 25 contra 19 do mesmo período de 2020. Feminicídios também subiram: nove casos no último mês de janeiro contra oito no mesmo período do ano anterior. O ano de 2020 também fechou com crescimento de 33,3% de feminicídios. Foram 76 vítimas contra 57 em 2019. 

Julieta Japiassu, que comandava o Departamento de Polícia da Mulher, irá trabalhar no Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA).

DRACCO

Sobre as mudanças no Dracco, a Polícia Civil disse que "a imparcialidade, a excelência técnica e o rigor na repressão às organizações criminosas permanecem com a chegada do delegado Guilherme Caraciolo, que assume a gestão do Dracco. É um profissional experiente, que já atuou como Delegado de Homicídios em Jaboatão dos Guararapes; foi gestor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP); delegado titular do Grupo de Operações Especiais (GOE) e titular de algumas Delegacias Seccionais".

Comentários

Últimas notícias