COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Coronavírus: só 36% das vagas de UTI abertas para covid-19 estão em funcionamento no Recife

Às vésperas de atingir o pico de casos e mortes por coronavírus, o Recife ainda falta colocar em operação mais da metade das vagas de UTI anunciadas pela gestão municipal nos hospitais de campanha

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 06/05/2020 às 15:48
Notícia
JAILTON JR./JC IMAGEM
Demora dificulta trabalho da fiscalização - FOTO: JAILTON JR./JC IMAGEM
Leitura:

Com a entrega do Hospital Provisório Recife 3, na Imbiribeira, Zona Sul do Recife, a Prefeitura do Recife colocou em funcionamento, na terça-feira (5), os sete hospitais de campanha previstos no Plano Municipal de Contingência Covid-19. No total, 1.054 leitos municipais estão com estrutura física pronta, sendo 313 vagas de unidade de terapia intensiva (UTI) e 741 de enfermaria. No entanto, apenas 36,4% dos leitos de UTI estão em funcionamento e 51,2% das enfermarias estão em operação. O último balanço de taxa de ocupação, divulgado pela Prefeitura do Recife, na segunda-feira (4), mostra que 73 leitos de UTI e 201 de enfermaria estavam ocupados até aquela data.

Em coletivas de imprensa, a prefeitura explica que os leitos dos hospitais de campanha são colocados em funcionamento gradativamente, pois depende da chegada de equipamentos, como respiradores, e da contratação de profissionais de saúde. Segundo a prefeitura, o número de trabalhadores mobilizados pelo município, como reforço para enfrentamento à pandemia, ultrapassa a marca de 2,8 mil pessoas.

Na terça-feira (5), a Prefeitura do Recife obteve decisão favorável à garantia de entrega de 36 respiradores adquiridos junto à empresa Lifemed Industrial de Equipamentos e Artigos Médicos S/A. Os equipamentos, essenciais para o suporte a pacientes graves acometidos pela covid-19, foram obtidos em março e seus prazos de entrega devem ser cumpridos em maio. A empresa fornecedora, entretanto, pedia revisão de preços alegando reequilíbrio econômico financeiro do contrato. Caso descumpra a medida judicial, a Lifemed será multada em R$ 100 mil diários, e a medida também prevê a apreensão dos bens nesse caso.

Até a segunda-feira (4), a capital pernambucana totalizou 4.989 casos confirmados de covid-19, sendo 2.031 casos leves da doença e 2.958 casos graves – destes, 319 evoluíram para o óbito.

Comentários

Últimas notícias