Pandemia

Pernambuco registra maior número de mortes por coronavírus em 24 horas

Foram confirmados laboratorialmente 124 óbitos

Katarina Moraes Bruna Oliveira
Katarina Moraes
Bruna Oliveira
Publicado em 18/05/2020 às 13:14
Notícia
PIXABAY
Informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) - FOTO: PIXABAY
Leitura:

atualizada às 20h04

Desde o último sábado (16) que moradores de cinco municípios de Pernambuco passam a viver com regras mais rígidas de isolamento social para conter o avanço ainda maior do coronavírus no Estado, mas a medida, no entanto, não tem efeito imediato e deve ter eficácia comprovada apenas nos próximos dias. Nesta segunda-feira (18), terceiro dia de lockdown, a Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES-PE) confirmou mais 642 casos da doença, além de 124 novas mortes; este é maior número de óbitos confirmados em 24 horas desde o início da pandemia. De acordo com a SES-PE, o aumento foi motivado pelo atraso na informação sobre os resultados dos hospitais da rede privada. Agora, o Estado conta com o total de 20.094 casos e 1.640 pessoas que perderam a batalha contra o vírus. Além disso, a SES-PE divulgou que 2.991 pessoas se recuperaram. 

 

Dos novos casos, 400  são considerados graves e 242 leves. Já com relação ao número total de casos, 10.103 são considerados graves e 9.991 leves. Os óbitos confirmados nesta segunda-feira ocorreram entre os dias 18 de abril e 17 de maio, e os pacientes tinham entre 21 e 101 anos. 

Dos 124 novos óbitos (sendo 77 do sexo masculino a 47 do sexo masculino), 48 residiam no Recife, 13 em Jaboatão dos Guararapes, 9 em Olinda, 6 no Cabo de Santo Agostinho, 6 em Paulista, 3 em Abreu e Lima, 3 em Camaragibe, 3 em Goiana, 3 em Vitória de Santo Antão, 2 em São Lourenço da Mata, 2 em Amaraji, 2 em Carpina, 1 em Águas Belas, 1 em Arcoverde, 1 em Barreiros, 1 em Bom Jardim, 1 em Camutanga, 1 em Caruaru, 1 em Condado, 1 em Chã Grande, 1 em Escada, 1 em Feira Nova, 1 em Garanhuns, 1 em Itapissuma, 1 em Ipojuca, 1 em Jaqueira, 1 em Limoeiro, 1 em Moreno, 1 em Palmares, 1 em Paudalho, 1 em Pombos, 1 em Primavera, 1 em São José da Coroa Grande, 1 em Timbaúba, 1 em Vicência, além da ocorrência de óbito de paciente residente de outro estado. Desse total, 53 apresentavam comorbidades confirmadas. 

Painel Índice de Isolamento Social do Ministério Público de Pernambuco

O isolamento social é uma das medidas mais eficazes, segundo especialistas, para combater a pandemia enfrentada mundialmente. Tendo adotado medidas mais rígidas, nesse domingo (17), 66,1% da população do Recife permaneceu reclusa neste domingo. Isto é o que diz o Painel Índice de Isolamento Social do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), feito em parceria com a empresa de tecnologia In Loco. Já a nível estadual, em um universo de 9.557.071 habitantes, a média de isolamento foi de 49,04%.

Além da capital pernambucana, que se apresenta em primeiro lugar no índice, as cidades de Olinda (65,3%), Camaragibe (63%) e Jaboatão dos Guararapes (63%) compõem o segundo, terceiro e quarto lugar, respectivamente. Todos estes municípios foram alvo do decreto estadual que proibiu a circulação de pessoas e veículos - com exceção das que prestam atividades essenciais -, junto a São Lourenço da Mata (61,4%), que ficou em quinto lugar no índice, atrás de Paulista (62%).

As cidades que menos respeitaram a quarentena foram Cedro (34%), Calumbi (39%), Tuparetama (39,1%), Quixaba (39,6%) e Tabira (39,8%).

Autoridades de saúde afirmam que a taxa ideal de adesão ao isolamento é 70%. Ou seja, nenhuma cidade pernambucana alcançou a meta.

Assine a nova newsletter do JC e fique bem informado sobre o coronavírus

Todos os dias, de domingo a domingo, sempre às 20h, o Jornal do Commercio divulga uma nova newsletter diretamente para o seu e-mail sobre os assuntos mais atualizados do coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo. E como faço para receber? É simples. Os interessados podem assinar esta e outras newsletters através do link jc.com.br/newsletter ou no box localizado no final das matérias.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Assine a nova newsletter do JC e fique bem informado sobre o coronavírus

Todos os dias, de domingo a domingo, sempre às 20h, o Jornal do Commercio divulga uma nova newsletter diretamente para o seu e-mail sobre os assuntos mais atualizados do coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo. E como faço para receber? É simples. Os interessados podem assinar esta e outras newsletters através do link jc.com.br/newsletter ou no box localizado no final das matérias.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada

 

>

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias