COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Coronavírus: 58% dos recifenses perderam um parente ou amigo para a covid-19, diz pesquisa

Resultados também mostraram que 73% dos recifenses conhecem alguém que teve covid-19

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 17/06/2020 às 18:08
Notícia
RODRIGO BUENDIA/AFP
Pesquisa também revelou que apenas 10% da população da capital pernambucana fizeram o teste de covid-19 - FOTO: RODRIGO BUENDIA/AFP
Leitura:

Neste cenário de estabilização da curva epidêmica do novo coronavírus em Pernambuco, um estudo realizado pelo Instituto de Pesquisas Uninassau mostrou que mais da metade da população da capital pernambucana (58%) perdeu algum parente ou conhecia alguém que morreu em decorrência de complicações da doença. Os dados também destacam o medo de a população ser infectada pelo vírus. 

A pesquisa, que foi realizada por cotas amostrais, teve como objetivo investigar a opinião da população residente no Recife em relação à pandemia do novo coronavírus. Os resultados também mostraram que 73% dos recifenses conhecem alguém que teve covid-19. No entanto, 74% da população afirmam ter algum conhecido ou parente que se recuperou da doença.

"Este estudo é importante para que possamos compreender como a população do Recife está avaliando esta pandemia. Além disso, também mostra o temor dos cidadãos com relação a doença, já que 73% deles afirmam ter medo de ter covid-19", explica o coordenador da pesquisa, Adriano Oliveira.

Leia também: Dexametasona: "Finalmente uma boa-nova", diz infectologista sobre medicamento que aumenta chance de sobreviver ao coronavírus

Outro dado preocupante está relacionado aos testes aplicados para detectar a doença. Apesar de Pernambuco já ter ultrapassado a marca de 43 mil casos confirmados, apenas 10% da população da capital fizeram o teste que detecta o vírus. "O dado preocupa porque mostra que muitas pessoas ainda não foram testadas, o que resultaria em um número muito maior de casos", complementa Adriano.

Medo de ir ao médico

O estudo realizado pelo Instituto de Pesquisas Uninassau também revelou que a população está evitando ir ao médico com medo de ser infectada pelo novo coronavírus: 83% dos entrevistados afirmaram não ter procurado esses profissionais para avaliações de saúde em geral. O dado preocupa porque muitas dessas pessoas podem ter atraso no diagnóstico e no tratamento de doenças graves.

A pesquisa entrevistou 628 pessoas, por telefone, no período de 11 de junho a 14 de junho de 2020. Os entrevistados têm idade a partir de 18 anos e residem na cidade do Recife. A margem de confiança do estudo é de 95%.

JEFF PACHOUD/AFP
Pesquisa também revelou que apenas 10% da população da capital pernambucana fizeram o teste de covid-19 - FOTO:JEFF PACHOUD/AFP

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias