boletim

Pernambuco chega a 136.853 casos e 7.888 mortes pelo coronavírus

Dados foram informados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) no fim da manhã desta segunda-feira (14)

JC
JC
Publicado em 14/09/2020 às 11:43
Notícia

FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Do total de casos, são 25.849 graves e 111.004 leves - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Pernambuco confirmou, nesta segunda-feira (14), mais 181 casos e 14 mortes pela covid-19. Entre as novas ocorrências, 40 (22%) são quadros de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), enquanto os outros 141 (78%) são leves, ou seja, não demandaram internamento hospitalar. Com isso, o Estado chega a 136.853 casos confirmados, sendo 25.849 graves e 111.004 leves.

Já em relação aos óbitos, sete ocorreram nos últimos três dias, sendo duas do domingo (13), duas no sábado (12) e três na sexta-feira (11). Os outros sete aconteceram entre os dias 13 de junho e 10 de setembro.

Agora, Pernambuco contabiliza 7.888 vítimas fatais do coronavírus.

Mais detalhes serão divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) ao fim do dia.

População desrespeita, em mais um domingo de sol e mar, regras de distanciamento e uso de máscaras

Mais um domingo de sol, mar e de total desrespeito aos protocolos de higiene e distanciamento determinados pelo governo de Pernambuco para evitar a propagação do coronavírus. Foi o que se viu nas praias de Boa Viagem, do Pina e de Brasília Teimosa, na Zona Sul do Recife, neste domingo (13). Embora o número de pessoas seja menor do que o registrado no feriadão de 7 de Setembro, o que prevaleceu na orla da capital pernambucana foi a desobediência às regras, com areias tomadas de banhistas aglomerados e sem utilizar máscara.

E, como esperado, o desrespeito foi maior nos pontos da orla que, historicamente, costumam reunir mais pessoas nos fins de semana, como as imediações da Praça de Boa Viagem, e no Buraco da Velha, na Brasília Teimosa. Mais uma vez, a situação na Brasília Teimosa se mostrou ainda mais grave do que no restante da orla: um número maior de pessoas e menos respeito à regras. A maré cheia em quase toda a manhã também evidenciou ainda mais o não-distanciamento entre os banhistas.

Entre as normas estipuladas pelo governo para o retorno do comércio nas praias estão a distância de quatro metros entre os guarda-sóis e o número máximo de dez pessoas em cada um deles, parâmetros ignorados por diversos barraqueiros e banhistas. Neste domingo (13), equipes da prefeitura do Recife foram vistas nas praias, tanto distribuindo máscaras, quanto orientando e fiscalizando a população. O efetivo, formado por guardas municipais, policiais militares, funcionários da Dircon e da Vigilância Sanitária, no entanto, foi menor do que o da semana passada. Segundo a gestão, foram mais de 100 profissionais distribuídos nos oito quilômetros de orla. Nos últimos sábado (5), domingo (6) e segunda-feira (7), a quantidade foi de 120 agentes públicos.

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias