ESTUDOS

Exames de covid-19 feitos na UFPE são capazes de detectar variantes identificadas em Pernambuco

Segundo a universidade, até o momento, 25 diferentes linhagens do vírus no Estado foram encontradas

JC
JC
Publicado em 11/03/2021 às 23:47
Notícia
DIVULGAÇÃO
A UFPE é responsável por 138 dos 161 pacientes que tiveram os genomas do novo coronavírus (SARS-CoV-2) sequenciados em Pernambuco - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

Exames realizados pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) mostraram que são capazes de identificar novas cepas do novo coronavírus. Estudos apontam que, até o momento, 25 diferentes linhagens do vírus no Estado foram encontradas.

As recentes mutações da covid-19 começarão a ser examinadas pelos pesquisadores do Laboratório de Bioinformática e Biologia Evolutiva (Labbe), responsável por 138 dos 161 pacientes que tiveram os genomas do vírus sequenciados em Pernambuco. As cepas sequenciadas pela UFPE advêm de amostras coletadas entre os meses de maio e outubro de 2020. 

Os pesquisadores afirmaram, em uma Nota Técnica divulgada no dia 4 de março, que "reforçam o compromisso de continuar realizando o rastreio das mutações depositadas nos bancos de dados, contribuindo assim para a manutenção da detecção acurada dos pacientes com covid-19 no estado".

"Esta análise será realizada com frequência regular pelo grupo, visto que o aparecimento de novas mutações no genoma do SARS-COV-2 é um evento comum e o rastreio das linhagens circulantes no Estado é fundamental para o acompanhamento epidemiológico da Covid-19”, aponta o estudo realizado pelos pesquisadores Rômulo Pessoa e Silva, Marcos da Silveira Regueira Neto, Breno Caldas de Araújo, Klarissa Miranda Guarines, Michelle Melgarejo da Rosa, Valdir de Queiroz Balbino, Moacyr Barreto de Melo Rego, Maira Galdino da Rocha Pitta e Michelly Cristiny Pereira.

A UFPE já realizou mais de 78 mil exames do tipo RT-PCR para detectar o novo coronavírus.

Comentários

Últimas notícias