COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Covid-19: em Pernambuco, nove municípios com mais de 100 mil habitantes aplicaram menos de 70% das doses de vacina recebidas

No Estado, permanece uma divergência entre doses de vacinas distribuídas e aplicadas pelos municípios, segundo mostram as proporções apresentadas na plataforma LocalizaSUS, ferramenta do Ministério da Saúde

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 17/04/2021 às 5:44
Notícia
HEUDES RÉGIS/SEI
Quem não completa o esquema vacinal contra covid-19 está mais sujeito à infecção, em comparação com as pessoas que tomam as doses estabelecidas - FOTO: HEUDES RÉGIS/SEI
Leitura:

Há desigualdade entre o número de doses contra covid-19 enviadas a Estados e municípios e a quantidade de pessoas vacinadas em todo o País. Em Pernambuco, não é diferente, pois permanece uma divergência entre doses de vacinas distribuídas e aplicadas pelos municípios, segundo mostram as proporções apresentadas na plataforma LocalizaSUS, ferramenta do Ministério da Saúde que permite que a população consulte informações sobre a entrega dos insumos. Com base em consulta feita à ferramenta na manhã da sexta-feira (16), dos 13 municípios pernambucanos com mais de 100 mil habitantes, nove aplicaram menos de 70% das doses recebidas (veja quadro à esquerda). Na avaliação da Secretaria Estadual de Saúde (SES), há uma lentidão na digitação dos dados (registro de vacinados) no LocalizaSUS, o que faz cair a proporção total de Pernambuco das doses aplicadas entre as recebidas pelo Ministério da Saúde.

Sem considerar as 255.150 doses que chegaram na sexta-feira (16), Pernambuco tem aplicadas, segundo balanço da SES, 76,8% das mais de 2 milhões de vacinas encaminhadas pelo governo federal. No LocalizaSUS, esse percentual é de 70,1%. "Esse é o dado oficial, acessado por todo o mundo. Por isso, os municípios precisam atualizar esse sistema. Caso não, o percentual do Estado sempre será puxado para baixo. É importante que a digitação dos dados esteja em 70% para mostrar a nossa realidade, ou seja, o que vemos hoje é um problema de digitação por parte das cidades", esclarece a superintendente de Imunização da SES, Ana Catarina de Melo.

Dos municípios pernambucanos com mais de 100 mil habitantes, apenas Recife (91,4%), Petrolina (85,3%), Caruaru (81%) e Cabo (72,4%) estão com percentuais (doses aplicadas entre as recebidas) acima de 70%. A cidade de Jaboatão dos Guararapes, que aparece com 39,9%, tem realizado um mutirão para fazer o registro das pessoas já imunizadas no sistema. "Só tínhamos cinco digitadores da nossa equipe do Programa de Imunização para inserir as informações na plataforma. Montamos um esquema, com apoio da Secretaria Municipal de Educação, que disponibilizou 40 pessoas para fazer as digitações. Estamos trabalhando todos os dias para agilizar isso, incluindo fim de semana e feriado", explica a secretária de Saúde de Jaboatão dos Guararapes, Zelma Pessoa. Ela acrescenta que a previsão é que, até a próxima sexta-feira (23), os dados estejam atualizados no LocalizaSUS. Até a quinta-feira (15), segundo Zelma, a cidade havia recebido 128 mil doses de vacinas contra a covid-19. "Para a primeira doses, 70.653 haviam sido aplicadas. Outras 22.858 foram feitas em segunda dose, o que totaliza 93.511 aplicações."

A cidade de Olinda também desponta com um percentual baixo de vacinas aplicadas (45,6%). No entanto, o secretário-executivo de Comunicação, Severino Júnior, que faz parte do Comitê Gestor da Vacinação contra a Covid-19 de Olinda, destaca de cerca de 15% da população do município foram imunizados, sem desperdício de doses. "Até a quinta-feira (15), recebemos 82.493 doses. Aplicamos 57.451 delas", diz Severino. Pela proporção com base nos dados informados, 69,6% das vacinas que foram entregues a Olinda foram usadas para proteger a população dos grupos prioritários, mas só 45,6% constam no LocalizaSUS. "Há realmente uma dificuldade para alimentar o sistema, mas isso será resolvido."

Já Camaragibe, que aparece com apenas 29,5% das doses aplicadas, informou, através de assessoria de comunicação, que os dados já estão sendo inseridos na plataforma e que, em até duas semanas, os números serão atualizados.

 

Comentários

Últimas notícias