COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Pernambuco começa a distribuir vacina da Pfizer para todas as cidades

Essa nova etapa na imunização de gestantes e puérperas será feita com as 26.910 doses que chegaram ao Estado na tarde desta terça-feira

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 18/05/2021 às 18:14
Notícia
HEUDES RÉGIS/SEI
ANVISA Armazenamento comum levará imunizante para o interior - FOTO: HEUDES RÉGIS/SEI
Leitura:

Pernambuco decidiu descentralizar a vacina contra covid-19 da Pfizer/BioNTechdo para todas as cidades pernambucanas. Essa nova etapa na imunização de gestantes e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto) será feita com as 26.910 doses do imunizante que chegaram ao Estado na tarde desta terça-feira (18). A distribuição será feita a partir da manhã desta quarta (19).

As vacinas da Pfizer, recebidas no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre às 15h10, ficarão armazenadas nas 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres), em freezers que as manterão em temperatura entre - 25°C e - 15°C, podendo permanecer nessa faixa por até 14 dias. As doses serão dispensadas para os municípios de acordo com a demanda de cada um. Na rede de frio municipal, o insumo poderá ficar armazenado entre 2° C e 8° C, mas somente por, no máximo, 5 dias (período que já está incluso nos 14 dias citados). Após aberto o frasco, com 6 doses, deve ser utilizado em um prazo de 6 horas.

"Atualmente, a vacinação das gestantes e puérperas está sendo feita exclusivamente com a vacina da Pfizer em Pernambuco. Na semana passada, fizemos as primeiras entregas para o interior do Estado e conseguimos assegurar o deslocamento dentro da temperatura correta, garantindo que as doses cheguem dentro das normas preconizadas para os gestores municipais e, consequentemente, com segurança para aplicar na população", disse o secretário estadual de Saúde, André Longo. "Agora, damos mais um passo para diminuir as distâncias e levar o insumo para mais próximo dessas mulheres. O Programa Estadual de Imunização e as Geres continuarão dando o apoio técnico para que os gestores municipais realizem suas ações e possam proteger nossas gestantes e puérperas contra a Covid-19", acrescentou. 

A superintendente de Imunização da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Ana Catarina de Melo, reforçou a importância das secretarias municipais organizarem suas ações para otimizar o uso do insumo. "É preciso planejar e fazer o mapeamento das gestantes e puérperas para que as vacinas sejam utilizadas no tempo preconizado pelo fabricante", frisou. A gestora lembrou que a segunda dose dessa vacina deverá ser feita três meses após a primeira, de acordo com recomendação do Ministério da Saúde (MS).

AstraZeneca

Na madrugada desta terça-feira (18), também chegaram ao Estado 255.100 doses da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca/Fiocruz. O insumo deverá ser utilizado para a primeira dose da população com comorbidades e das pessoas com deficiência cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC), além da segunda dose de idosos entre 60 e 69 anos.

Já somadas a essas novas remessas, Pernambuco totaliza 3.733.840 vacinas contra a covid-19 recebidas, sendo 1.959.160 da CoronaVac/Butantan, 1.683.420 da AstraZeneca/Fiocruz e 91.260 da Pfizer/BioNTech.

Até o momento, a campanha de vacinação está beneficiando todos os idosos a partir dos 60 anos, idosos e pessoas com deficiência abrigados em instituições, população indígena aldeada, povos e comunidades quilombolas tradicionais, trabalhadores de saúde, trabalhadores de forças de segurança e salvamento, pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas e pessoas com deficiência permanente cadastradas no BPC.

Comentários

Últimas notícias